Após insinuar relação entre pandemia, comunistas e cristãos, Elba Ramalho se retrata: "Me desculpem"

Romero Rafael
Romero Rafael
Publicado em 05/01/2021 às 21:31
Elba Ramalho - Foto: reprodução
Elba Ramalho - Foto: reprodução
Leitura:

Elba Ramalho publicou story, na noite desta terça (5), sobre a repercussão de live em que sugeriu que "os comunistas" estão "por trás" da pandemia da covid-19 para destruir os cristãos. A estranha fala sobre a crise de saúde que, somente no Brasil, já matou quase 200 mil pessoas de variados credos, viralizou e repercutiu mal nas redes sociais.

Embora no texto publicado Elba Ramalho fale que foi mal interpretada e que existia um contexto para a tal fala, ela diz ter se expressado mal e pede desculpas. Também ressalta que teve covid-19 e que perdeu pessoas queridas. Leia:

"Realmente NÃO entenderam minhas palavras, talvez não tenha me expressado bem! Existia um contexto de cunho espiritual que não foi compreendido. Não afirmei que o vírus está no mundo para matar só cristãos! Entenderam mal, me desculpem! Tive covid e sobrevivi, embora tenha perdido pessoas queridas, inclusive hoje! Isso é triste e doloroso! Perdão a quem se sentiu ofendido."

Foi em setembro que Elba Ramalho testou positivo para o coronavírus. De acordo com a artista, à época, não foi nada grave.

Entenda o caso

Numa live com o padre Marcos Belizário, da Igreja de São Conrado, no Rio de Janeiro, Elba Ramalho disso que a pandemia não "é apenas uma pandemia"; e que para os cristãos há "mais coisa por trás". Sugere que a pandemia veio para destruir os cristãos e diz que os cristãos são o calo dos comunistas, deixando a insinuação de que o que haveria "por trás" da pandemia são "os comunistas" e um plano de destruição dos cristãos, colocados como perseguidos.

Leia a transcrição da live:

"Estamos aqui, cristãos, sobrevivendo. E vamos sobreviver a essa turbulência que a humanidade está atravessando. Para muitas pessoas é apenas uma pandemia, para nós – o senhor sabe e eu sei – é muito mais coisa por trás dessa pandemia e que vem ainda com o intuito de nos destruir. Nós somos o incômodo, o calo dos comunistas. Somos nós, cristãos, mas nós somos também a resistência e vamos permanecer fiéis, porque Deus vai nos proteger."

Elba e a pandemia

No dia 29 de dezembro, a Polícia Militar de Porto Seguro, Bahia, encerrou uma festa com cerca de 700 pessoas na casa de Elba Ramalho em Trancoso, destino luxuoso do Sul da Bahia. A cantora, no entanto, argumentou que a festa não foi dada por ela nem que estava, mas que a responsabilidade seria do inquilino. A paraibana disse, ainda, que havia alertado para a realização de eventos com, no máximo, 200 pessoas.

Na cauda da repercussão do que houve em Trancoso, o ator Tuca Andrada publicou vídeo em que Elba Ramalho aparece numa festa sem máscara, já durante a pandemia - o que é confirmado pois algumas pessoas usam a proteção. O ator teceu crítica: "O problema, Elba, é que muitos de nós, artistas brasileiros, perdemos a noção pedagógica que nosso trabalho exige". Ele continuou: "Uma estrela de primeira grandeza como você estar numa aglomeração, sem mascara, quando já temos 200.000 mortos e um governo totalmente irresponsável e genocida, que zomba dos mortos, causa espanto sim e também muita tristeza".

Últimas notícias