Raquel Pacheco, ex-Bruna Surfistinha, revela ter sido abusada pelo pai aos 7 anos

Samantha Oliveira
Samantha Oliveira
Publicado em 11/02/2021 às 12:54
Bruna Surfistinha - Foto: reprodução
Bruna Surfistinha - Foto: reprodução
Leitura:

Em entrevista à Marie Claire, Raquel Pacheco falou abertamente sobre a sua vida pessoal. Adotada desde os 5 anos, ela fugiu de casa quando tinha 17; para pouco tempo depois se tornar Bruna Surfistinha.

LEIA TAMBÉM: Atriz de Game of Thrones afirma que Marilyn Manson a esfaqueou e a perseguiu com um machado

Hoje, Raquel não atua mais como garota de programa, e se define como "aquela que deu certo" nas redes sociais. "Porque consegui sair da prostituição e não são todas que têm oportunidade", justifica.

A descoberta da adoção aconteceu quando ela tinha 5 anos, antes de ir para escola. Apenas alguns anos depois, com 12, o assunto voltou à tona. "Meu pai me disse: 'Se um dia você quiser saber sua história, pode conversar com a gente", descreve.

LEIA TAMBÉM: Por cobrar explicações a Bolsonaro, Bruna Surfistinha é chamada de “prostituta”: “Não vai me ferir”

Questionada se já havia sofrido algum tipo de abuso sexual, Raquel Pacheco confirmou. "Eu tinha uns 7 anos e acordei com o meu pai passando a mão pelo meu corpo", afirma. "Me assustei, mas não tinha noção do que estava acontecendo e aquilo nunca mais se repetiu. Mas só entendi e elaborei isso muito recentemente."

Últimas notícias