"Quero conhecê-la", diz Chico César sobre Juliette, do BBB21, que viralizou a música 'Deus me Proteja'

Samantha Oliveira
Samantha Oliveira
Publicado em 03/03/2021 às 11:45
Chico César é confirmado em festival no Agreste pernambucano. Foto: Divulgação/José de Holanda.
Chico César é confirmado em festival no Agreste pernambucano. Foto: Divulgação/José de Holanda.
Leitura:

A 21ª edição do Big Brother Brasil está quebrando recordes dentro e fora da casa. Seja de audiência até menções na internet, o reality show tem movimentado e influenciado o público aqui fora. Exemplo disso foi o repentino hit que a canção 'Deus me Proteja', de Chico César, atingiu nas últimas semanas.

LEIA TAMBÉM: BBB 21: Juliette solta a voz com sucesso de Magníficos e recebe elogios

Tudo começou quando a paraibana Juliette Freire, que enfrentava o Paredão da semana, escolheu a música para ouvir no gramado da casa do Big Brother Brasil. Nesta edição, os brothers têm o direito de escolher o que querem ouvir antes do resultado da eliminação.

Dentro da casa, os próprios participantes questionaram quem era o autor da música, ao mesmo tempo que ficaram encantados com a letra. "Deus me proteja de mim e da maldade de gente boa/ Da bondade da pessoa ruim/ Deus me governe e guarde ilumine e zele assim", recitava Juliette.

Fora da casa, a canção também conquistou o público, que tratou de pesquisar sobre a composição na web. O resultado? 'Deus me Proteja ' atingiu o top 50 viral do Brasil no Spotify, chegando ao primeiro lugar e depois parando na 47ª edição. Já no Deezer, a música teve um crescimento de 2.200% comparado aos 30 dias anteriores. Somente no Youtube, já são mais de 782 mil visualizações, e nos comentários só dá Juliette.

A repercussão chegou até o cantor, que publicou um vídeo no Instagram em agradecimento à conterrânea. Para quem não sabe, Chico César também é paraibano. "Fico muito feliz que essa canção, gravada em 2008 com o mestre Dominguinhos, e que no final tem a voz de minha mãe, alcance em tempo o coração do Brasil. Obrigado, minha conterrânea Juliette, por espalhá-la com tanta doçura", declarou o músico em vídeo.

'Deus me Proteja' aparece no álbum 'francisco, forró y frevo', e também no disco 'Estado de poesia (Ao vivo)', lançado em 2018.

Quando percebeu que a música estava nas 'Mais Tocadas' dos streamings?

Chico César: Na verdade, a canção nunca esteve antes nas mais tocadas. Ela sempre foi apreciada por um público mais restrito, bastante gente, mas bem mais restrito comparado ao que aconteceu agora. Minha equipe de trabalho no Brasil me avisou que Juliette havia cantado a música, e que estava disparando. Primeiro chegou entre as 50 mais tocadas, e depois de um ou dois dias estava em primeiro.

Eu fico muito feliz. É bom ter uma canção com Dominguinhos, uma canção que fale de coisas tão sentidas, íntimas, nas paradas. Fico muito contente.

LEIA TAMBÉM: Juliette, do BBB21, já tentou ser cantora gospel, mas desistiu por falta de dinheiro

Já acompanhava o BBB ou ouvido falar de Juliette?

C.C.: Nunca tinha ouvido falar em Juliette, apesar de termos amigos em comum. Sei que foi um amigo meu da Paraíba, Zé Neto, que tocou essa música em um sarau e ela gostou. Eu quero conhecê-la quando ela sair do BBB, ganhando ou perdendo. De certa forma, ela já é uma campeã moral, porque é muito ética, muito verdadeira, joga com a leveza, com a não-força esse jogo. E assim, tem ido muito bem.

Eu não acompanhava o Big Brother Brasil. Agora vejo as notícias, porque todo mundo está falando disso. E também sempre vem alguma publicação sobre 'Deus me proteja', que remete ao Big Brother Brasil. E aí dou uma olhadinha, vejo como Juliette está. To torcendo por ela, claro, porque é importante ter uma mulher nordestina, falando a sua verdade, a verdade das mulheres nordestinas, agora.

Por que será que Juliette escolheu justamente essa canção?

C.C.: As pessoas interpretam como se, em algum momento, ela tivesse se sentido acuada e lançou mão da canção quase como uma oração. Essa é uma pergunta que quero fazer para ela quando ela sair.

Como foi o processo de produção de 'Deus me Proteja'?

C.C.: Eu compus essa canção em cinco minutos. Estava com uns amigos na minha casa à noite. E de repente veio a ideia: vamos ao Canto da Ema, em São Paulo, dançar um forró, comer um baião de dois. E aí eu falei 'deixa eu tomar banho', e ao abrir a torneira, abriu-se também uma torneira dentro de mim. E a canção jorrou pra mim inteira. Só não tinha o último verso. Fiquei ali tomando banho e cantarolando a música. Antes de sair, liguei do meu celular para minha secretária eletrônica fixa em casa e gravei cantando sem tocar violão. Cantei a música inteira e fui para o forró. No dia seguinte, coloquei uma introdução e foi assim.

Qual a mensagem da música?

C.C.: Cada um precisa fazer sua própria leitura, porque se não vamos acabar com a capacidade de discernimento de quem recebe. E então a canção deixa de fazer sentido. Mas, de certa forma, o primeiro verso já define: 'Deus me proteja de mim', do meu inimigo, aquele que pode me fazer mal. O primeiro que pode me fazer mal sou eu mesmo. O inimigo não é necessariamente o outro. O bom pode me fazer mal - e do bom eu devo me defender; e o mal também pode me fazer mal - principalmente se ele fizer o mal muito bem (risos).

Últimas notícias