Obra de Paulo Gustavo é uma homenagem às mães: as mães do Brasil e, principalmente, a mãe dele, Déa Lúcia

Romero Rafael
Romero Rafael
Publicado em 09/05/2021 às 16:22
Paulo e a mãe, Dea Lúcia - Foto: reprodução
Paulo e a mãe, Dea Lúcia - Foto: reprodução
Leitura:

O principal legado construído e deixado por Paulo Gustavo é dedicado às mães. Com sua obra de maior sucesso, a peça e os filmes "Minha Mãe É Uma Peça", ele pôs a figura materna no centro da arte e do entretenimento. Através da própria mãe, Déa Lúcia Amaral, Paulo Gustavo capturou o espírito de muitas mães Brasil afora. E assim Dona Hermínia gerou mais do que graça: ela é um ponto de identificação para tantas mulheres mães brasileiras cheias de afeto, dilemas e obrigações. É triste que a partida dele tenha sido perto do Dia das Mães.

LEIA TAMBÉM:

Mãe de Paulo Gustavo posta mensagem: “Eternamente agradecida a todos”

Mãe de Paulo Gustavo se despediu do filho na hora do falecimento: “Obrigada por me escolher”

Relembre fotos e vídeos de personagens marcantes de Paulo Gustavo

Mas Paulo Gustavo não só entronizou a mãe no centro da arte e do entretenimento - ele levou a própria mãe para também brilhar nesse centro. Em entrevistas que concedeu sobre a criação de Dona Hermínia, contava da força da mãe, da avó e da bisavó na criação dos seus filhos. Quando o sucesso já estava estabelecido, ele foi além da homenagem e realizou um sonho da mãe, que canta, quando saíram em turnê, juntos, com o show musical 'Filho da Mãe", reverenciando o talento dela como fonte para o seu.

Para ele, Paulo Gustavo, e para ela, Déa Lúcia, vale o trecho da música "Mãe", de Caetano Veloso, que diz "Brilhas no que sou".

Últimas notícias