Secretário de Cultura pede votos contra Lei Paulo Gustavo; projeto poderia ajudar o setor cultural

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 23/05/2021 às 12:50
Mario Frias pede votos contra Lei Paulo Gustavo (Imagem: Reprodução)
Mario Frias pede votos contra Lei Paulo Gustavo (Imagem: Reprodução)
Leitura:

O Secretário Especial de Cultura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) faz campanha contra a Lei Paulo Gustavo, que poderia ajudar o próprio setor. Ele pede votos contra o projeto na plataforma de consulta pública do senado.

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 73/2021 foi batizado de Lei Paulo Gustavo, em homenagem ao ator falecido no início do mês. A PLP, de autoria da bancada do PT, tem a assinatura do senador Paulo Rocha e busca garantir ajuda financeira ao setor da cultura, prevendo uso de três bilhões de reais, valor existente no superávit financeiro do Fundo Nacional de Cultura (FNC).

LEIA TAMBÉM
> Fábio Assunção mostra fotos da filha recém-nascida
> Fátima Bernardes sobre Túlio Gadelha: casamento quando a pandemia acabar

"Na minha vida fui ensinado a ter princípios e valores inegociáveis. Respeitar o luto de uma família é um desses valores. É criminoso que usem a morte do Paulo para fins políticos/ideológicos. Quando acho que eles não têm mais como se rebaixar, vejo criarem um palanque em cima de uma tragédia. Vocês são doentios!", comentou o Secretário Especial de Cultura no seu Twitter.

Se aprovado, o PL poderia expandir o alcance da Lei Aldir Blanc, aprovada em 2020 para ajudar artistas durante a pandemia. Além de Mário Frias, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL) e a base bolsonarista também fazem campanha contra o projeto.

Últimas notícias