Simone é submetida a cirurgia após três meses de sangramento contínuo

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 30/05/2021 às 17:33
A cantora Simone (Imagem: Reprodução/Instagram)
A cantora Simone (Imagem: Reprodução/Instagram)
Leitura:

Enfrentando uma adenomiose uterina desde o nascimento de Zaya, em fevereiro, Simone foi submetida a uma histerectomia (cirurgia para retirada do útero). A doença gera espessamento dentro das paredes do útero, o que provoca dor, sangramento ou cólicas fortes.

Antes da cirurgia, a cantora deixou fãs preocupados. Ela publicou uma imagem na qual aparece deitada, usando pulseira de internação, segurando a mão do marido, Kaká Diniz. "Vou ficar três dias off, meus amores. Está tudo bem comigo. Depois explico", anunciou a sertaneja, sem dar mais detalhes.

"Ela estava com um sangramento contínuo, por quase três meses após o parto e com muitas queixas de dor e até hemorragias intensas. Ao longo deste período, a artista buscou outros tratamentos indicados pelo Dr. Renato Kalil — tratamento hormonal, uso de Diu Mirena e outros mais complexos — mas após exames e em consenso entre a artista/médico, optou-se por uma histerectomia, realizada por videolaparoscopia, para a retirada do útero, já que a artista já havia realizado a laqueadura após o nascimento Zaya. Simone passa bem e segue com o repouso pós procedimento", informa comunicado emitido pela assessoria de imprensa da cantora, que faz dupla sertaneja com Simaria.

LEIA TAMBÉM
> Bebê de Whindersson Nunes e Maria Lina nasce prematuro
> “Nunca mais ponha na sua boca o nome do meu irmão”, diz irmã de Paulo Gustavo para Bolsonaro

Últimas notícias