Paulo Gustavo: um mês de saudade do humorista

Priscilla Comoti
Priscilla Comoti
Publicado em 04/06/2021 às 6:03
Humorista Paulo Gustavo - (Foto: reprodução)
Humorista Paulo Gustavo - (Foto: reprodução)
Leitura:

Nesta sexta-feira, 04/06, o Brasil lamenta um mês sem o ator e humorista Paulo Gustavo, que faleceu em decorrência das complicações da Covid-19 em 04 de maio de 2021. Para marcar a data, relembramos as homenagens que ele recebeu neste primeiro mês desde a sua morte. Confira:

Emoção na missa de

sétimo dia

A família de Paulo Gustavo organizou uma missa de sétimo dia memorável. Aos pés do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, os amigos e familiares relembraram o carinho do humorista por todos, sua lealdade e o amor pela família. O marido, Thales Bretas, a mãe, Déia Lúcia, e a irmã, Ju Amaral, fizeram discursos emocionantes.

O último show dele, ele fez para mim porque eu cantava na noite, e ele quis realizar esse desejo meu. Como o padre Jorjão falou, Paulo Gustavo passou no Enem da vida. Ele amou. As pessoas dizem que eu sou forte. Eu não sou forte. Minha força está em Deus. Todo dia eu peço: me ajuda! Eu creio e aceito a partida do meu filho, mas me ajuda”, disse a mãe do artista, que ainda cantou uma música em sua homenagem.

Enquanto isso, o marido dele declarou: “O amor é transformação, e o nosso não só me evoluiu para sempre, como alcançou milhares de famílias. Tínhamos muitos sonhos juntos. Você me fez sentir o cara mais especial do planeta. Você enaltecia todas as pessoas que amava. Te amei demais, te amo e te amarei para sempre”. Por sua vez, a irmã dele mostrou a tatuagem que fez em homenagem a Paulo Gustavo.

Homenagens de Thales Bretas ao longo do último mês

Marido de Paulo Gustavo, o dermatologista Thales Bretas buscou forças nos dois filhos deles, Romeu e Gael, de quase dois anos, e nos amigos para lidar com o período de luto. Pouco depois da missa de sétimo dia do marido, ele viajou com as crianças para a casa de campo de Mônica Martelli no interior de São Paulo e passou alguns dias perto de quem ama. Tanto que ele compartilhou uma foto com os filhos.

Além disso, Thales relembrou vários vídeos com Paulo Gustavo e encantou seus seguidores no Instagram ao repostá-los com momentos divertidos do marido.

Confira alguns aqui:

Primeira entrevista de Déa Lúcia

A mãe de Paulo Gustavo se tornou um dos assuntos mais comentados da internet com sua primeira entrevista após a despedida do filho. Emocionada, ela conversou com o Fantástico, da Globo, sobre a dor de perder o filho.

Não estou bem, mas sou capaz de rir. Quando falo dele, eu conto as coiss, eu rio, porque ele detestava quando eu chorava. Ele dizia: 'lá vem a mamãe'. Então, eu tenho que ter força. A cada morte de um filho (por causa da pandemia), eu chorava por essa mãe, sem saber que meu filho ia passar por isso”, declarou, na época.

Déa Lúcia estava com

o filho no hospital na hora da morte

Durante uma participação no programa Saia Justa, do GNT, Mônica Martelli falou sobre a hora da morte de Paulo Gustavo. Ela revelou que a família do humorista estava junto com ele quando o seu coração parou de bater. “Dona Deia é uma grande inspiração e grande mulher. Ela tem a mesma energia do Paulo Gustavo. Ela é tão genial que no momento da passagem de Paulo Gustavo, às 21h12, ela falava: 'meu filho, meu filho, obrigada, por ter escolhido eu para ser sua mãe'”, revelou.

Nome de rua em Niterói

A cidade de Niterói prestou uma linda homenagem para Paulo Gustavo menos de um mês após sua morte. A população da cidade e os governantes aprovaram a mudança de nome de uma rua para homenagear o artista. Assim nasceu a Rua Ator Paulo Gustavo, em Icaraí. As fotos da placa da rua com a foto do ator viralizaram nas redes sociais e vários amigos comemoraram o feito.

Luto

Paulo Gustavo faleceu aos 42 anos de idade após lutar bravamente contra as complicações da Covid-19. Ele ficou quase dois meses internado em um hospital no Rio de Janeiro e seu quadro foi considerado muito grave.

No início de abril, a situação se agravou e o artista começou a respirar através de ECMO (sigla em inglês para oxigenação por membrana extracorpórea). Trata-se de uma espécie de pulmão artificial, responsável por salvar vidas nesta pandemia de Covid-19. Em determinado momento, ele chegou a demonstrar melhora e interagir com o marido.

No início de maio, porém, sua situação voltou a se complicar: o ator sofreu uma embolia, insuficiência cardíaca e lesões cerebrais causadas por uma fístula broncovenosa – abertura entre os pulmões e as veias. Em um dos últimos boletins médicos, seu quadro de saúde era “instável e de extrema gravidade" antes de ser dado como irreversível.

Últimas notícias