Nubia Oliiver nega acusações de aliciamento de mulheres: "Sou inocente"

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 07/06/2021 às 8:37
Nubia Oliiver no 'Domingo espetacular' (Imagem: Reprodução/Instagram)
Nubia Oliiver no 'Domingo espetacular' (Imagem: Reprodução/Instagram)
Leitura:

Como anunciamos recentemente, Nubia Oliiver concedeu sua primeira entrevista para falar sobre as acusações de aliciamento de mulheres. Em conversa com o jornalista Roberto Cabrini, do Domingo espetacular, ela esclareceu sua relação com Rodrigo Cotait, empresário acusado de chefiar o esquema de tráfico internacional de mulheres.

"Realmente, se você colocar todas as conversas como foram colocadas, dá a entender que eu sou parte da quadrilha. Parece que estou indicando uma pessoa para ele por conta do que ele faz. Estou confirmando aqui que passei meninas para ele, mas para realizar trabalhos com maquiagem. Fiz transações desde 2019 e tudo está detalhado com os meus advogados", disse Nubia Oliiver ao programa.

A modelo de 47 anos é investigada pela Polícia Federal como possível selecionadora de mulheres levadas para uma rede internacional de prostituição. As autoridades interceptaram ligações e mensagens dela com Rodrigo Cotait.

"Nunca ganhei nada, os trabalhos não aconteceram com as pessoas que indiquei. Eu lembro que tinha uma comissão combinada entre nós. Se eu indicar uma pessoa que possui 10 mil seguidores, claro que minha comissão vai ser de R$ 10 mil a R$ 20 mil. Se for para uma ação de maquiagem, mais do que justo receber R$ 1 mil (valor indicado pela acusação)".

LEIA TAMBÉM
> Aos 62 anos, Myrian Rios revela estar completamente surda
> Whindersson Nunes e Maria Lina fazem tatuagem em homenagem ao filho, João Miguel

A investigação começou em 2019, quando a PF identificou uma rede de aliciadores para um esquema de exploração sexual nacional e internacional, de forma que mulheres eram enviadas para países na América Latina, Oceania, Europa, América do Norte e na Ásia (Oriente Médio).

O caso ganhou repercussão no final de abril, quando a Polícia Federal cumpriu nove mandatos de prisão e oito de prisão preventiva (cinco feitos com assistência da Interpol no EUA, Espanha, Paraguai, Portugal e Austrália), todos com relação à Operação Harém.

"Se eu soubesse, jamais iria conversar com ele", diz Nubia

Como contou a modelo na entrevista, a ligação com Rodrigo Cotait teria iniciado com um convite para fazer publicações sobre a marca de maquiagem do empresário e nunca suspeitou do suposto envolvimento dele com tráfico de mulheres.

"Se eu soubesse qualquer coisa, jamais ia conversar com ele. Eu tenho uma filha. São 28 de carreira uma consolidada. Eu não jogaria isso no lixo por nada. Sou inocente", disse.

Últimas notícias