Repórter da Globo pede boicote a lanchonete após sofrer ataque homofóbico

Gabriela de Andrade
Gabriela de Andrade
Publicado em 17/06/2021 às 13:40
Pedro Figueiredo e Erick Rianelli (Foto: Reprodução/Instagram)
Pedro Figueiredo e Erick Rianelli (Foto: Reprodução/Instagram)
Leitura:

Erick Rianelli, repórter da TV Globo, usou suas redes sociais nesta terça-feira (15) para pedir boicote a uma rede de lanchonetes de Brasília.

O pedido foi feito após Erick receber comentários homofóbicos do empresário, dono da loja.

No dia dos namorados de 2020, o jornalista se declarou ao vivo para o marido, Pedro Figueiredo, também jornalista e funcionário da emissora.

O vídeo circulou em um grupo do WhatsApp e um dos participantes, Alexandre Geleia, dono de uma rede de lanchonetes na capital federal, se mostrou incomodado com a declaração.

"Recebi alguns relatos sobre um empresário de Brasília que reagiu com homofobia a um vídeo em que eu declarei amor ao meu marido. Agradeço por todas as mensagens de apoio! Sobre o empresário... Acho que nenhum LGBTQ+ do Distrito Federal vai comer mais nas lojas dele", escreveu Rianelli no Twitter.

LEIA MAIS

Repórter da Globo responde padre que o chamou de “Viadinho” durante missa

Maju Coutinho repreende repórter por uso incorreto de máscara: “Você vai colocar direitinho depois”

Últimas notícias