Megan Rapinoe e Priyanka Chopra são as novas porta-vozes da Victoria's Secret

Gabriela de Andrade
Gabriela de Andrade
Publicado em 18/06/2021 às 14:31
Megan Rapinoe e Priyanka Chopra (Foto: Reprodução/Instagram)
Megan Rapinoe e Priyanka Chopra (Foto: Reprodução/Instagram)
Leitura:

Após enfrentar uma grande crise e ondas de protestos por falta de diversidade, a Victoria's Secret anunciou mudanças. A nova estratégia da marca de lingerie é investir em um time de porta-vozes, mais diversificado. Entre os nomes das novas representantes estão a atriz indiana Priyanka Chopra Jonas e a defensora LGBTQIA+ e jogadora de futebol Megan Rapinoe.

Segundo o Page Six, elas não vão posar de lingerie. A dupla participará de podcats e outros materiais de marketing a fim de contar suas histórias.

LEIA TAMBÉM

Saiba valor da diária de hotel onde Katy Perry e Orlando Bloom estão hospedados

Entre as novas embaixadoras da marca, estão nomes como a modelo  transgênero brasileira Valentina Sampaio, a modelo Adut Akech, a esquiadora de estilo livre Eileen Gu, a modelo plus size Paloma Elesser e a jornalista Amanda de Cadenet.

Esse time deve apresentar um programa de 10 episódios onde todas poderão compartilhar suas trajetórias.

“Como uma plataforma global poderosa, a Victoria’s Secret está empenhada em abrir essas portas para mulheres trans como eu, celebrando, enaltecendo e defendendo TODAS as mulheres.”, foi a legenda usada para anunciar a contratação da brasileira Valentina Sampaio.

Fim das 'Angels'

Em 2019, após uma declaração desastrosa do antigo diretor de marketing da grife, Ed Razek, a Victoria's Secret passou a ser alvo de protestos.

Em entrevista à revista Vogue, Ed Razek disse que a marca não deveria lançar modelos plus sizes. Estereótipos de gênero, de corpo e padrão de beleza reforçados pela marca por muito tempo foram os motivos que abalaram a imagem da empresa.

LEIA TAMBÉM

Elba Ramalho faz parceria musical com Luã, seu filho com Maurício Mattar

Últimas notícias