TV

Luciano Huck admite machismo na criação de Tiazinha e Feiticeira: "Não caberiam mais hoje"

O apresentador disse que existem pilares de sua geração que não cabem mais nos dias atuais

Rakeche Nascimento
Rakeche Nascimento
Publicado em 30/08/2021 às 18:49
Notícia
Luciano Huck (Imagem: Reprodução)
Luciano Huck (Imagem: Reprodução)
Leitura:

Luciano Huck conversou com o "Fantástico", da TV Globo, em entrevista que foi ao ar no domingo, 29, e relembrou o início de sua carreira.

O apresentador disse que alguns personagens criados para seu antigo programa, como a Tiazinha (Suzana Alves) e Feiticeira (Joana Prado), não caberiam mais, mas que eram aceitáveis na época e confirmou a importância dos personagens.

“Não caberia hoje em dia, de jeito nenhum. Coube naquele contexto. A gente era muito jovem, tinha uma certa ingenuidade naquilo também”, disse o apresentador, que se prepara para comandar as tardes de domingo na rede globo.

Sendo entrevistado por Renata Ceribelli, ela cita Tiazinha e Feiticera como algo do "imaginário machista" e Huck concorda, afirmando “o jeito que a minha geração foi educada, tem pilares que não se sustentam mais, graças a Deus".

Comentários

Últimas notícias