FAMÍLIA DESUNIDA

Filhas de Patrizia Reggiani não falam com a mãe; saiba detalhes

Alessandra e Allegra ainda tentaram reverter a sentença da mãe, que foi mandante do assassinato de Maurizio Gucci

Rayane Domingos
Rayane Domingos
Publicado em 01/12/2021 às 11:28 | Atualizado em 01/12/2021 às 11:54
Reprodução/Alamy
Allegra e Alessandra Gucci no julgamento da mãe, Patrizia Reggiani - FOTO: Reprodução/Alamy
Leitura:

O assassinato de Maurizio Gucci chocou o mundo das celebridades, em 1995. A descoberta que a mandante foi a sua ex-mulher, Patrizia Reggiani, também foi uma infeliz surpresa. O fruto do casamento gerou duas filhas: Alessandra e Allegra, que na época do crime tinham 20 e 16 anos, respectivamente.

Após a condenação da mãe em 28 anos em regime fechado, as garotas fizeram campanha para que um novo julgamento acontecesse. Elas alegaram que depois da cirurgia de retirada de um câncer no cérebro, em 1992, Patrizia não teria a mesma personalidade de antes. O tribunal negou o pedido e diminuiu em dois anos a pena.

Atualmente, segundo o The Guardian, as duas estão casadas e vivem na Suíça, com as suas respectivas famílias. Elas não gostam dos holofotes, e preferem não ganhar notoriedade midiática. As duas usufruem da herança de Maurizio, que inclui imóveis em Nova York e Miami, além de dois iates.

Quando saiu da prisão, em 2016, Patrizia não tinha condições financeiras para sobreviver, já que as filhas se recusaram a pagar o acordado no divórcio. O caso precisou ir para a Suprema Corte Italiana, e as duas foram obrigadas a pagar cerca de U$1,47 milhão anuais para a mãe

Um ano depois, ela concedeu entrevista ao jornal britânico e confirmou que as filhas não falam mais com ela, e nem mesmo conhece o neto: "Nós estamos passando por um momento ruim agora. Elas não me entendem e cortaram meu suporte financeiro. Não tenho nada, e nem cheguei a conhecer os meus netos!.

Comentários

Últimas notícias