Vídeos

Canal JC Play no Youtube fecha 2022 com mais de 22 milhões de visualizações e se consolida como grande canal de informação em todo Brasil

Ao longo de 2022, o canal do JC Play no Youtube somou quase 130 milhões de impressões e mais de 22 milhões de visualizações. O JC Play fechou o ano com mais de 225 mil inscritos

Larissa Alves
Larissa Alves
Publicado em 09/01/2023 às 19:34
GUGA MATOS/JC IMAGEM
No Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), os desafios digitais são abraçados por várias equipes. Desde a construção de uma nova marca até a produção e publicação dos conteúdos. - FOTO: GUGA MATOS/JC IMAGEM

Não é novidade que o mundo está cada vez mais digital. E fazer com que uma marca esteja presente em tantas áreas é um desafio constante. Em 2022, o canal do YouTube do JC (JC Play) ganhou mais de 100 mil seguidores, praticamente dobrando o número de usuários fieis. Atualmente, são quase 230 mil inscritos. Além disso, ultrapassa mais de 22 milhões de visualizações e soma quase 130 milhões de impressões ao longo do ano. Os resultados foram expressivos e mostram a força das mídias digitais.

No Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), os desafios digitais são abraçados por várias equipes. Desde a construção de uma nova marca até a produção e publicação dos conteúdos. Visando oferecer a melhor experiência para o público, equipes do SJCC participaram de dois aceleradores da parceria entre a Meta e ANJ/Aner, realizados em 2022.

Para Maria Luiza Borges, Diretora de Estratégias Digitais do SJCC, a participação das equipes nos dois aceleradores foram fundamentais. “A participação do time da JC Play nos dois aceleradores de video promovidos pela Anj/Aner e ICFJ foi fundamental para estabelecermos metas e organizarmos o fluxo de produção. De quebra, ainda tivemos a oportunidade de produzir um webdoc, coisa que no dia a dia da operação nem sempre conseguimos viabilizar”, disse.

"Acelerando a Transformação Digital”, iniciativa desenvolvida pelo Meta Journalism Project em parceria com o Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ), com a Associação Nacional dos Editores de Revistas (Aner) e com a Associação Nacional de Jornais (ANJ) foi o primeiro acelerador que a equipe do Jornal do Commercio teve a oportunidade de participar. O JC esteve entre as 25 redações espalhadas pelo Brasil que participaram de mentorias e de contaram com fundos de inovação para apoiar seus projetos.

>> NE10 termina 2022 com recorde de 1,2 bilhão de acessos e se consolida como um dos maiores portais do Brasil

O projeto do Jornal do Commercio teve como foco a ampliação dos conteúdos digitais para as mais diversas plataformas, como Facebook e Youtube. Neste último, os números foram excelentes. Além de melhorar a estrutura de criação e distribuição dos conteúdos, a base foi fortalecida. Em 2022, o canal do Youtube do JC (JC Play) terminou o ano com mais de 225 mil inscritos (atualmente são com quase 230 mil inscritos), quase 130 milhões de impressões e mais de 22 milhões de visualizações.

A Web TV do JC, chamada até então de TV JC, agora é JC Play. A marca passou por um processo de reformulação e contou com a equipe de designers do SJCC. Mariana Cid, Supervisora do Núcleo de Design SJCC, falou sobre o processo de rebranding. “A marca do JC PLAY foi desenvolvida fundamentada no dinamismo. Estamos em uma era em que tudo é filmado, gravado, documentado, exibido em tempo real. Então na concepção da marca procuramos aliar esse conceito de rapidez à credibilidade do Sistema Jornal do Commercio, uma empresa que se caracteriza pela qualidade do jornalismo e entretenimento que produz”, disse.

Além do "Acelerando a Transformação Digital”, JC também participou do ‘Digital Video Masterclass Series’, voltado para veículos da América Latina. O programa foi promovido pela Meta Journalism Project, em parceria com o International Center for Journalists (ICFJ) e PROTO. Além de mentoria, o acelerador ofereceu financiamento para realização de projetos em vídeos.

O produto produzido pelas equipes do SJCC foi uma websérie sobre o caso da Menina Sem Nome. Os episódios do especial 'A Menina Sem Nome - A História Por Trás de Um dos Túmulos Mais Visitados do Brasil' estão disponíveis no canal do JC Play no Youtube.

A edição da websérie ficou sob a responsabilidade de Victória Gama, que falou sobre os cuidados com a finalização do produto. “Participar deste projeto foi extremamente desafiador e gratificante. Foram semanas de edição indo e voltando em cada episódio dezenas de vezes para ter a certeza de que cada um deles fez jus à história e aos fatos. Para editá-lo eu tive que aplicar toda minha bagagem profissional agregada com a sensibilidade que a história exigia e o resultado foi totalmente satisfatório”, falou.

Para Rafael Santos, coordenador do Núcleo de Mídias Sociais do SJCC, a participação em ambos aceleradores foi fundamental para manter as equipes sempre atualizadas. “O processo de mentoria ajudou nossas equipes a se manterem ainda mais atualizadas, permitindo contato direto com redações de toda América Latina e mentores de várias partes do mundo. A masterclass permitiu o compartilhamento de conhecimento e expansão dos nossos horizontes de atuação. O produto final de um dos projetos foi a série de reportagens que resgata o mistério em torno do caso da Menina Sem Nome, denunciando e mostrando outros lados da história”, falou.

Por fim, com o compartilhamento de aprendizados fez com que nossas produções e coberturas estivessem cada vez mais assertivas. Em outubro, tivemos uma longa cobertura das Eleições 2022, com pesquisas, análises e debates em nossas mídias digitais.

Últimas notícias