TECNOLOGIA

Hacker já alertou Ministério da Saúde duas vezes e chamou sistema de "excremento digital"

Site do ministério da Saúde foi atacado e grupo pede resgate para liberar dados

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 10/12/2021 às 13:55
REPRODUÇÃO
Mensagem deixada pelos hackers nas páginas do Ministério da Saúde - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

O Ministério da Saúde, alvo de um ataque cibernético nesta sexta-feira (1), já foi invadido duas vezes anteriormente. Nas ocasiões, o hacker não sequestrou dados, mas cumpriu alertou sobre falhas de segurança no sistema.

O hacker, de acordo com a Folha de São Paulo, invadiu o sistema no ano passado e neste ano. Na ocasião, ele chegou a classificar o site como "lixo" e avisou sobre possíveis saídas para resolver as vulnerabilidades.

"Qualquer criança consegue invadir este excremento digital, causar lentidão e até estragos maiores. A solução é muito simples de ser implementada, com 1 semana de trabalho de uma empresa séria mais custo de aproximadamente R$ 15 mil é possível fazer um site com a melhor tecnologia disponível no mercado".

O primeiro ataque ocorreu no final de 2020. Na segunda ocasião, o hacker disse: "o site continua uma bosta e nada foi feito. A única ação foi colocar um aviso que o responsável pelos dados confidenciais expostos são de quem leu o formulário e não leu os termos".

Comentários

Últimas notícias