VÍDEO

Ratinho sugere eliminar deputada com metralhadora; parlamentar vai processar apresentador

Ratinho sugeriu uso de metralhadora para "eliminar esses loucos", em referência à deputada

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 16/12/2021 às 10:48 | Atualizado em 16/12/2021 às 11:28
Câmara dos Deputados
A deputada federal Natália Bonavides (PT-RN) - FOTO: Câmara dos Deputados
Leitura:

O apresentador Ratinho sugeriu, durante o seu programa de rádio, o fuzilamento da deputada Natália Bonavides (PT-RN). O comunicador comentou projeto da parlamentar para excluir os termos "marido e mulher" da união civil. Ela classificou o discurso como "ataques covardes".

"Natália, você não tem o que fazer, não? Você não tem o que fazer, minha filha? Vá lavar roupa a caixa do teu marido, a cueca dele, porque isso é uma imbecilidade querer mudar esse tipo de coisa. Tinha que eliminar esses loucos? Não dá para pegar uma metralhadora, não?", disse o apresentador durante o Turma do Ratinho, na rádio.

Natália Bonavides respondeu: "Incitar homicídio é crime! Ele coloca a minha vida e minha integridade física em risco. Ratinho ainda disse que eu fosse lavar as cuecas de meu marido. Essas ameaças e ataques covardes não ficarão impunes. O apresentador utilizou uma concessão pública para cometer crime".

A parlamentar afirmou que vai acioná-lo judicialmente, inclusive criminalmente. Ela contou com a solidariedade de lideranças políticas como a deputada Sâmia Bonfim (PSOL-SP) e Manuela D'Ávila (PCdoB).

O ex-presidente Lula (PT) também se pronunciou: "Inaceitáveis as falas machistas e de incitação à violência de gente atrasada. Lugar das mulheres é onde elas quiserem, inclusive na política, que precisa de mais pessoas de luta e fibra como você".

Comentários

Últimas notícias