Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

TORCIDA

FPF e Governo de Pernambuco trabalham em protocolo para retomada do público nos jogos de futebol

Federação aposta em uso de tecnologia de certificação digital para viabilizar presença de público nos jogos de futebol

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 22/07/2021 às 18:37
Notícia
CHICO ANDRADE/SETUR PE
A Arena de Pernambuco pode receber jogo da Seleção Brasileira já com torcida em 2021. - FOTO: CHICO ANDRADE/SETUR PE
Leitura:

O Governo de Pernambuco anunciou, na tarde desta quinta-feira (22), a retomada da realização de eventos esportivos com público no Estado, a partir da próxima segunda-feira (26). Entretanto, a liberação não abrange o futebol profissional. O governo estadual trabalha junto com a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) em um protocolo para viabilizar a presença de público nos estádios de futebol e a expectativa é de que haja um teste em setembro, em um jogo da Seleção Brasileira na Arena de Pernambuco. 

Os eventos esportivos que estarão liberados a partir da próxima segunda-feira precisarão respeitar limitação de público de até 100 pessoas e horário de realização até às 23h, segundo Ana Paula Vilaça, secretária executiva de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco. Em entrevista ao Blog do Torcedor, Evandro Carvalho, presidente da FPF, detalhou brevemente o que pode viabilizar a volta do público aos jogos de futebol em Pernambuco e adiantou que há a possibilidade de testar este retorno em um jogo da Seleção Brasileira pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. 


"A implantação do novo protocolo na Arena de Pernambuco já está pronto. É mais fácil implementar lá por conta da quantidade de entradas e saídas. Nos demais estádios é mais complicado, porque a quantidade é menor, os clube não tem condições de bancar uma estruturação e a Federação não consegue bancar tudo. Então, estamos estudando o plano e até segunda-feira vamos fechar", disse Evandro.

O presidente da FPF acrescentou ainda que Pernambuco tem a tecnologia e o conhecimento de uso para receber o torcedor e que já cedeu esse recurso para vários outros Estados. No momento, é necessário alinhar os dados da entidade com os da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) e também com o Ministério da Saúde. 

"Pernambuco foi pioneiro na América Latina no convênio com a Motec e Kronos na implantação da tecnologia de certificado digital, o e-passport, que é um programa de passaporte digital que atesta imunização, testagem com 24 horas ou 48 horas de quem está cadastrado. E o principal é a segurança do sistema, que verifica a autenticidade da informação, da vacina e do exame evitando problemas de fraude que aconteceram em outros estados - isso [fraudes] não acontece com nosso sistema porque é confrontado com sistemas do Ministério da Saúde e laboratórios responsáveis pelos exames dentro de um baco de dados", detalhou.

Com o recurso deste sistema de e-passport, a FPF acredita que pode viabilizar a presença de um público seguro. O presidente da entidade destacou que a decisão cabe aos estados e municípios, mas que a Federação fez a parte dela. Ainda de acordo com Evandro Carvalho, o trabalho para alinhar os dados "é imenso" e a expectativa dele é de ter tudo acertado até o final de agosto para, em setembro, receber os torcedores no estádio. "Será tudo de forma gradativa, começando com cinco mil torcedores, depois oito e em seguida dez mil", acrescentou. 

"Eu diria que a FPF fez o dever de casa, cedeu a tecnologia à CBF, a Conmebol, aos governos dos Estados de todo o Brasil e, portanto, estamos apenas no aguardo para que possamos fazer. Temos a expectativa de ter um jogo do Brasil com uma seleção estrangeira aqui, pelas eliminatórias da copa, em setembro. Nossa ideia era poder testar o produto antes e ter um bom público, um grande público, todo com a certificação digital no jogo que nós tivermos aqui da Seleção Brasileira, no mês de setembro", reforçou.

Comentários

Últimas notícias