Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

RESPIRO

Santa Cruz bate o Volta Redonda, volta a vencer no Arruda após cinco meses e segue respirando na luta contra o rebaixamento

Foram 140 dias sem vitórias do Santa Cruz no Arruda

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 30/08/2021 às 22:09 | Atualizado em 30/08/2021 às 23:46
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
O Santa Cruz encara o Floresta na noite desta terça-feira (19) na Arena de Pernambuco - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Respira fundo o torcedor coral. Na noite desta segunda-feira (30), o Santa Cruz venceu o Volta Redonda por 2x1, em jogo realizado no estádio do Arruda, pela 14ª rodada da primeira fase da Série C do Campeonato Brasileiro. O tricolor não vencia em casa há cinco meses. 

O Santa Cruz sobrevive na competição, mas a vitória ainda não foi suficiente para tirar a equipe do Z2. A equipe coral chegou a 11 pontos e continua na lanterna do Grupo A, com um ponto a menos que o Jacuipense, que com 12 pontos é o décimo colocado. O Altos, primeira equipe fora da zona, tem 15 pontos. 

>> Jogador do Volta Redonda machuca região delicada e deixa jogo contra o Santa Cruz de ambulância; veja vídeo

>> "Negócio de louco", diz Roberto Fernandes sobre jejum de vitórias do Santa Cruz no Arruda

O jogo

A reação que o Santa Cruz começou a apresentar no empate com o Jacuipense, na 13ª rodada, se estendeu para a atuação da noite desta segunda-feira (30), pelo menos no primeiro tempo. Nos minutos iniciais do jogo, se viu um tricolor mais aguerrido e ligado na partida, além de embalado pelo incentivo em alto e bom som do técnico Roberto Fernandes na área técnica. 

Nesse espírito e com dois centroavantes em campo, o Santa Cruz levou 11 minutos para encontrar o caminho do gol, quando o zagueiro do Volta Redonda se atrapalhou e Pipico ficou com a bola, livre para mandar para o fundo das redes e abrir o placar no estádio do Arruda. O primeiro tempo seguiu com a equipe coral conseguindo manter a bola no campo de defesa do adversário e foi superior na quantidade de finalizações - chutou 11 vezes, enquanto o Volta Redonda finalizou em cinco oportunidades. Dessa forma, a partida foi para o intervalo com vitória parcial do Santa por 1x0. 

Antes disso, na reta final da primeira etapa, o atacante MV, do Volta Redonda, sofreu um pisão nos testículos, cometido por Tarcísio, do Santa. O jogador precisou ser removido de ambulância e levado para receber atendimento em um hospital. 

De volta para a segunda etapa, o fôlego da equipe coral já não era mais o mesmo, enquanto o Volta Redonda conseguiu mostrar um futebol muito melhor em relação ao que apresentou no primeiro tempo. O segundo foi marcado por mais equilíbrio, até que, por volta dos 20 minutos, a equipe carioca se sobressaiu. Levando o jogo para o campo de defesa coral com mais frequência, aos 27 minutos, Pedrinho chegou com perigo na área. Driblou, deixou o marcador no chão e chutou no canto de Jordan, empatando o jogo. 

Em situação delicadíssima, ao Santa Cruz só interessava a vitória. E os tricolores foram buscar. Mesmo com menos gás do que no início do jogo, o que é natura, a equipe comandada por Roberto Fernandes não jogou a toalha. Até que aos 35 minutos, em uma cobrança de escanteio, o zagueiro Breno Calixto subiu mais alto que todo mundo, cabeceou e mandou a bola para o fundo do gol, recolocando a Cobra Coral na vantagem. 

O Volta Redonda ainda teve uma sequência de chances perigosas na área do Santa Cruz, com bolas paradas, mas só assustou e não conseguiu converter nada em gol. Os donos da casa, por sua vez, entregaram tudo que restava e seguraram o placar de 2x1 até o apito final. Resultado justo, uma vez que o tricolor jogou melhor. 

Ficha do jogo:

Santa Cruz - Jordan; Lucas Rodrigues, Breno Calixto, William Alves e Leonan; Maycon Lucas (Caetano) (Rafael Castro), Tarcísio (Vitinho), Jailson e Levi (Frank); Wallace Pernambucano (Elias Carioca) e Pipico. Técnico: Roberto Fernandes.

Volta Redonda - Vinícius Dias; Júlio Amorim, Grasson, Heitor e Luiz Paulo; Bruno Barra (Wallisson), Emerson Jr. e Luciano Naninho; MV (Orlando Júnior) (Natan), Pedrinho e Olávio. Técnico: Neto Colucci. 

Local: estádio do Arruda, Recife-PE. 

Horário: 20h

Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)

Assistentes: Ruy Cesar Lavarda Ferreira e Luiz Fernando Viegas Colete (ambos MS)

Gols: Pipico (Santa Cruz), aos 11 minutos do primeiro tempo; Pedrinho (Volta Redonda), aos 27 minutos do segundo tempo; Breno Calixto (Santa Cruz), aos 35 do segundo tempo; 

Cartões amarelos: Lucas Rodrigues (Santa Cruz); Luiz Paulo (Volta Redonda); Maycon Lucas (Santa Cruz); Júlio Amorim (Volta Redonda); Caetano (Santa Cruz); Wallisson (Volta Redonda); Pedrinho (Volta Redonda); Bruno Moraes (Santa Cruz); 

 

Comentários

Últimas notícias