Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

série a

Principal contratação do Sport para o ataque, André amarga jejum de gols; veja o que diz Gustavo Florentín

"Tem que insistir e perseverar", comentou o paraguaio.

Haim Ferreira
Haim Ferreira
Publicado em 14/09/2021 às 11:10
Notícia
ANDERSON STEVENS/SPORT
André é um dos principais jogadores do Sport - FOTO: ANDERSON STEVENS/SPORT
Leitura:

O Sport como um todo vive um péssimo momento na Série A. Na vice lanterna da competição e amargando um jejum de seis jogos sem vitórias e balançar as redes, muito da má fase se deve à ineficiência do ataque, visto que a defesa do Leão é uma das menos vazadas da competição. 

A grande esperança de gols recaiu sob os pés de André, principal reforço ofensivo que o clube rubro-negro fez para a disputa do Campeonato Brasileiro. Dentro de campo, ele não vem correspondendo como a torcida esperava.

O último gol que o camisa 90 marcou pelo Sport foi há quase dois meses, na derrota por 2x1 para o Fluminense, na Ilha do Retiro. Antes, o outro gol que ele anotou foi na estreia da competição e só. O técnico Gustavo Florentín comentou o atual momento do atacante.

"São situações que vivem um jogador. São momentos e nós temos que dar apoio suficiente ao jogador para que possa encontrar a maneira de chegar ao gol. O jogador também tem que estar fazendo sua parte, se esforçando, para superar este momento de não estar marcando os gols. Tem que insistir, perseverar, neste caminho que temos que trabalhar com ele e com todos atacantes para que possamos chegar ao gol que tanto nos faz falta", afirmou o paraguaio.

Florentín destacou que a atual situação ofensiva do Sport vem sendo uma dor de cabeça, pois o time produz, mas não marca.

"Me preocupa bastante, porque tanto na partida de Curitiba (contra o Atlhetico-PR) como na de hoje (contra o Internacional) produzimos bastante, em especial no segundo tempo. Tivemos várias situações claras de gol e não estamos tendo esta sorte para poder marcar marcar. Estamos pisando na área adversária com muita gente, mas está custando sair o gol", complementou.

Comentários

Últimas notícias