Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

camisas

Após críticas, Náutico trocará fabricante dos uniformes; saiba qual a nova empresa

Alguns uniformes do Timbu foram alvos de críticas da torcida alvirrubra pela qualidade do tecido

Haim Ferreira
Haim Ferreira
Publicado em 18/11/2021 às 9:42 | Atualizado em 18/11/2021 às 10:02
ROBERTA SALLES/TV JC
O Náutico lançou a camisa rosa oficialmente na última quarta-feira (19). - FOTO: ROBERTA SALLES/TV JC
Leitura:

Alvo de críticas nesta temporada, os uniformes do Náutico mudarão de fornecedor no ano que vem. As camisas continuarão sendo da marca própria "N6", o que mudará é a empresa que confecciona as roupas e repassa para o Timbu. Sai a Super Bolla e entra a Betel. A informação foi confirmada pelo atual vice-presidente e candidato à próxima eleição, Diógenes Braga, em entrevista ao Timbucast.

"A gente está mudando o fornecedor. Em todo processo que você passa, o primeiro passo é o mais difícil. Ter uma marca própria, procurar um fornecedor, dar esse primeiro passo, é muito difícil. Normalmente, os primeiros gargalos vem nesse primeiro passo. A gente aprendeu muito com isso ao longo desse contrato. Evidentemente que quando você vai pra um segundo fornecedor, você tem uma noção melhor de onde pode dar errado ou o que você pode cobrar", disse o dirigente.

A Betel é responsável por produzir os mantos de outras equipes brasileiras que também têm marca própria, como o Bahia, Paysandu e Ponte Preta. A empresa ainda confecciona para a Umbro, Fila, Olympikus, Kappa, Lupo, Netshoes e Centauro.

Questionado sobre a qualidade das camisas, como foi o caso da rosa, da campanha alusiva ao mês de conscientização sobre o câncer de mama, alvo de críticas dos alvirrubros, Diógenes amenizou a situação, mas não discordou.

"Não tivemos o tempo inteiro com camisas que não agradaram. A camisa vinho agradou todo mundo. Ao longo desse tempo tivemos ideias maravilhosas, de torcedores desenhando camisas. Tivemos ações que foram espetaculares, mas a gente não teve o retorno como queríamos do outro lado. Não vou dizer que tivemos o tempo inteiro com um material abaixo da qualidade. Vou dizer que a gente oscilou. Tivemos boas camisas e outras que não agradaram. O que precisamos fazer é aprender com isso e no contrato com o próximo fornecedor corrigir o que não funcionou", comentou.

Hélio dos anjos fala sobre futuro do elenco do Náutico

Siga o Blog do Torcedor no Facebook, no Instagram e no Twitter

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias