Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

POLÍTICA

Ex-jogador do Barcelona e da Inter de Milão quer presidir importante Federação Africana

Camarões vai sediar a fase final da Copa Africana de Nações (CAN) de 9 de janeiro a 7 de fevereiro de 2022

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 18/11/2021 às 10:54
TWITTER SAMUEL ETOO
Samuel Eto'o foi um dos maiores jogadores da seleção de Camarões - FOTO: TWITTER SAMUEL ETOO
Leitura:

AFP

O ex-jogador do Barcelona e da Inter, entre outros, Samuel Eto'o apresentou sua candidatura à presidência da Federação Camaronesa de Futebol (Fecafoot) na última quarta-feira (17) em Yaoundé, garantindo que será o "próximo presidente apesar das armadilhas".

"Peço ao campo rival que preste atenção porque já aceitamos muitas coisas", disse o ex-craque da seleção de Camarões à imprensa, pouco depois de cumpridas as formalidades de inscrição da candidatura.

Veja as seleções africanas ainda na luta pelas vagas na Copa do Mundo do Catar

Seleção da Jordânia pede comprovação de que goleira do Irã não é homem

Diante da sede da Fecafoot, houve uma concentração de um grande número de admiradores do ex-jogador, afirmou um jornalista da AFP. "Eto'o presidente! Eto'o presidente!", gritavam para o ex-atacante, que continua sendo muito popular em seu país.

O ex-artilheiro, de 40 anos, garantiu que os atuais dirigentes lhe ofereceram a vice-presidência no órgão, proposta que ele rejeitou. "Serei o próximo presidente da federação, apesar de todas as armadilhas", declarou.

Em setembro passado, Eto'o já mostrava suas intenções ao considerar que o futebol camaronês precisava de "uma reconstrução" e que a diretoria da Fecafoot havia "fracassado lamentavelmente".

A Fecafoot vive uma crise há meses. O atual presidente, Seidou Mbombo Njoya, foi eleito em 2018, mas sua eleição, contestada por vários dirigentes do futebol camaronês, foi anulada em meados de janeiro pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).

Apesar disso, ele se manteve no cargo com o objetivo de preparar novas eleições. A eleição de um novo presidente está marcada para dezembro. Camarões vai sediar a fase final da Copa Africana de Nações (CAN) de 9 de janeiro a 7 de fevereiro de 2022.

Comentários

Últimas notícias