Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

ACUSAÇÃO GRAVE

Seleção da Jordânia pede comprovação de que goleira do Irã não é homem

O Irã já foi acusado anteriormente de usar jogadores homens em sua seleção feminina de futebol, mas não houve comprovação

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 18/11/2021 às 9:38 | Atualizado em 18/11/2021 às 9:40
REPRODUÇÃO
Goleira iraniana, Zohreh Koudaei disse que vai entrar na Justiça - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

Um episódio lamentável de desrespeito aconteceu envolvendo seleções do Oriente Médio. A Associação de Futebol da Jordânia solicitou que fossem feitos exames que comprovem que a goleira Zohreh Koudaei, da seleção feminina do Irã, não era um homem. O caso veio à tona dois meses depois das iranianas baterem a seleção feminina da Jordânia nas penalidades, pelas Eliminatórias para a Copa Asiática.

O príncipe Ali Bin al-Hussein, presidente da entidade jordaniana, chegou a publicar uma carta exigindo que testes sejam feitos para verificar o sexo de Koudaei. A federação também protocolou um pedido de abertura de inquérito à Confederação Asiática de Futebol (AFC).

Vítima da acusação, a goleira afirmou que iria processar a Associação de Futebol da Jordânia. "Sou uma mulher. Eles estão fazendo bullying comigo" ressaltou à imprensa iraniana.

A técnica da seleção iraniana, Maryam Irandoost, acusou a seleção da Jordânia de tentar desviar o foco da derrota nas Eliminatórias para a Copa da Ásia.

"Gostaria de confirmar que fizemos os testes necessários antes do início da nossa viagem, visto que a equipe médica examinou cuidadosamente todas os jogadoras da seleção nacional para não encontrarmos quaisquer problemas a este respeito", contou a treinadora.

Apesar de não existir provas, o Irã já foi acusado anteriormente de usar jogadores masculinos em sua seleção feminina. Em 2015, existia a suspeita de que oito jogadoras da equipe eram homens aguardando uma cirurgia de readequação sexual, mas isso nunca houve comprovação.

Comentários

Últimas notícias