Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

ENTREVISTA

Santa Cruz: Volt vê clube Tricolor como oportunidade de crescimento no mercado

Novo padrão do Santa Cruz, fornecido pela Volt, será revelado nesta sexta-feira (3)

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 02/12/2021 às 18:00
DIVULGAÇÃO/SANTA CRUZ
PERSPECTIVA Diretoria do Santa Cruz e da Volt vislumbram comercializar 100 mil camisas por ano - FOTO: DIVULGAÇÃO/SANTA CRUZ
Leitura:

O Santa Cruz já está finalizando os preparativos para o lançamento do seu novo padrão de jogo para a próxima temporada, marcada para acontecer neste sábado (4) - mas com o modelo revelado na sexta (3) -. Agora com a Volt Sport como nova fornecedora, o clube anseia por um respiro financeiro que pode ser gerado pela renda dessa nova patrocinadora. Mas após o clube exaltar as inúmeras vantagens que irá ter com essa nova parceria, o sócio-diretor da Volt, Fernando Kleimmann, também ressaltou que a marca irá ter um bom retorno com o alto investimento.

>> Escudo e textura: Santa Cruz revela detalhes da nova camisa; confira

"O modelo de negócio é bem vantajoso para o clube [Santa Cruz]. Ele envolve luvas, envolve garantias mínimas, que apesar do nome elas são bem altas, envolve um enxoval com zero custo para o clube, um enxoval grande, envolve também a questão do royaltie muito significativo e pago do bruto da operação - que tem muita pegadinha nesse mercado que fala em royaltie da operação, mas é do líquido, daí desconta um monte de coisas e, lá no final, para o clube, sobra muito pouco -. Então o Santa Cruz está super confiante por isso", explicou Kleimman.

"E para a Volt, por que é interessante? Porque a gente acredita no volume e no nosso mix de produtos. Nenhuma operação que a gente assumiu, cresceu menos do que 30%. Porque, por a gente ter fábrica própria, abastecemos muito mais. O nosso mix de produtos é maior. A gente tem uma preocupação muito grande com qualidade. É óbvio que somos uma empresa que visa o lucro, que visamos crescimento de mercado e confiamos muito no nosso processo. Então a gente está muito confiante que, mesmo com esse investimento alto que estamos fazendo, vamos ter retorno", completou.

>> Nova fornecedora do Santa Cruz, Volt traça meta para vendas de camisa em 2022; confira

>> Lançamento e antecipação de cotas: veja os detalhes da oficialização da Volt no Santa Cruz

Em oportunidades passadas, o CEO/Diretor Executivo do Santa Cruz, Abdias Venceslau, havia ressaltado que essa nova parceria poderia render até cinco vezes mais para o clube em ganhos financeiros referentes à venda de produtos, além de dobrar o valor dos royalties. Esse que chegaria a beirar R$ 1 milhão.

"A chave do negócio é ser transparente e deixar claro para o torcedor que a parte do clube é muito relevante. Então o torcedor tem a oportunidade real de estar ajudando na vida financeira do clube dele de coração", concluiu o sócio-diretor da Volt.

Meta da Volt

Fernando Kleimmann também destacou a meta da fornecedora em se tornar a maior do Brasil nesse ramo em cinco anos. Segundo ele, o fato de ter fábrica própria, com produção massiva e exclusiva para a Volt, é um grande ponto a ser exaltado. "Atualmente 1 milhão de camisas por ano, mas com a capacidade de quase que dobrar isso num curto espaço de tempo", contou. Além disso, um grupo de executivos e investidores também deixariam a marca com uma potencial peça de investimento. O Tricolor do Arruda também entra como um caminho para Volt crescer, já que o fator torcida é uma das principais formas de divulgação orgânica de uma marca.

"O Santa Cruz se encaixa nesse projeto da Volt em vários sentidos. Principalmente dois. Um: a questão da tradição, da paixão, do engajamento, envolvimento. Da fama que o Santa Cruz tem, de ser uma torcida extremamente apaixonada e engajada. E o fator do tamanho e potencial de consumo da torcida, de todos os históricos que a gente conhece de mercado. Tem tudo a ver uma coisa com a outra, por isso que estamos investindo forte nessa parceria", concluiu.

Siga o Blog do Torcedor no Facebook, no Instagram e no Twitter

Comentários

Últimas notícias