Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

EUROPA

Liverpool vence Newcastle pela Premier League, que corre risco de paralisação por causa da covid-19

Somente nesta quinta, a Premier League, responsável por organizar o Inglês, adiou seis jogos, cinco deles da rodada do fim de semana. Todos por conta de casos de covid-19

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 16/12/2021 às 19:27 | Atualizado em 16/12/2021 às 19:32
AFP
Liverpool venceu o Newcastle por 3x1 pela Premier League no meio de semana - FOTO: AFP
Leitura:

ESTADÃO CONTEÚDO

Mesmo com baixas por covid-19, o Liverpool fez história no Campeonato Inglês nesta quinta-feira (16). Jogando no Anfield, diante de sua torcida, venceu o Newcastle por 3x1, e se tornou o primeiro time a alcançar a marca de 2.000 vitórias na primeira divisão do futebol inglês.

De quebra, o Liverpool se manteve na cola do Manchester City na briga pela liderança da tabela. Soma 40 pontos, contra 41 da equipe de Pep Guardiola. Ambos têm 17 jogos na competição até agora, ainda sem serem afetados pelos seguidos adiamentos do campeonato em razão da covid-19.

Já o Newcastle voltou a se complicar no campeonato. Alvo de pesados investimentos de estrangeiros, o time soma apenas 10 pontos e ocupa a penúltima colocação da tabela. Está empatado na pontuação com o lanterna Norwich City.

AMEAÇA DE PARALISAÇÃO PELA COVID-19

O Liverpool entrou em campo sem dois dos seus titulares: o zagueiro Virgil van Dijk e o volante brasileiro Fabinho. O meia reserva Curtis Jones também foi vetado. O trio apresentou "teste positivo suspeito" para a covid-19, de acordo com comunicado da direção do time.

Somente nesta quinta, a Premier League, responsável por organizar o Inglês, adiou seis jogos, cinco deles da rodada do fim de semana. Todos por conta de casos de covid-19 no elenco e na comissão técnica dos clubes. A organização não descarta adiar todas as rodadas deste mês para retornar somente em janeiro.

Sem Van Dijk e Fabinho, o técnico Jürgen Klopp escalou Ibrahima Konate na zaga e Oxlade-Chamberlain no meio-campo. O ataque teve Mohamed Salah, Sadio Mané e Diogo Jota.

Gabriel Jesus e namorada pernambucana curtem momentos juntos em parque de diversões; veja

Homem-Aranha: Tom Holland conhece astro do Tottenham e escolhe 'novos Vingadores'; entenda

Diante do penúltimo colocado da tabela, o Liverpool começou melhor, impondo pressão. Mas foi surpreendido logo aos 7 minutos Shelvey acertou lindo chute de fora da área enquanto Alisson, paralisado embaixo da trave, apenas assistia à bola estufar as redes.

O gol dos visitantes deixou o duelo ainda mais franco, entre o ataque do Liverpool e a fechada defesa do Newcastle. Após martelar, o time da casa chegou ao empate na sequência de uma bola parada, e com boa dose de polêmica. Aos 20, Diogo Jota cabeceou com perigo na segunda trave, o goleiro Martin Dubravka deu rebote e o próprio atacante português completou para as redes.

Jogadores e comissão técnica do Newcastle reclamaram porque Isaac Hayden estava caído na grande área no momento do gol. No início do lance, numa cobrança de escanteio, três jogadores do Newcastle se chocaram na bola aérea e Hayden levou a pior, sem conseguir se levantar mesmo após o gol do Liverpool. O árbitro confirmou a validade do lance.

Com transmissão do SBT, Neymar reune estrelas do esporte mundial em amigo secreto solidário; veja os convidados

Neymar é o mais novo streamer do Facebook Gaming; veja a data de estreia

A virada veio quatro minutos depois. O mesmo Shelvey, que abrira o marcador e já defendeu as cores do Liverpool, recuou muito mal, Mané roubou a bola e mandou no gol. O goleiro deu rebote e Salah não perdoou. O atacante egípcio igualou o recorde de Vardy, que em 2016 acumulou 15 jogos seguidos com assistência ou gol marcado, pelo Leicester City.

O atacante do Liverpool quase ampliou aos 34, em lance que não costuma desperdiçar. Ele recebeu lançamento pelo meio, invadiu a área e bateu na saída de Dubravka, para fora.

SEGUNDO TEMPO MORNO

O segundo tempo foi morno para ambos os lados. Mais lento em campo, o Liverpool desacelerou, diminuiu a pressão e até cometeu erros bobos, como uma furada incrível de Mané e um chute de primeira de Salah que quase saiu na lateral. Keitá, que entrou no lugar de Oxlade-Chamberlain na etapa final, era quem levava mais perigo. Dubravka precisou trabalhar para evitar placar maior para os anfitriões. Com duas lindas defesas, foi o melhor jogador do Newcastle em campo.

E, quando a partida parecia definida, Alexander Arnold acertou um forte chute de fora da área e acertou o ângulo, sem qualquer chance para Dubravka, selando a vitória do Liverpool aos 41 minutos.

CHELSEA TROPEÇA EM CASA 

Com Thiago Silva e Jorginho entre os titulares, como de costume, o Chelsea empatou com o Everton por 1x1 em Stamford Bridge. Os gols saíram apenas no segundo tempo. Mason Mount abriu o placar, aos 25, e Branthwaite empatou quatro minutos depois.

O tropeço deixou o Chelsea mais longe dos líderes da tabela. Com 37 pontos, o terceiro colocado tem quatro a menos que o City. Já o Everton ocupa o 14º lugar, com 19 pontos.

Comentários

Últimas notícias