Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

EUROPA

Público volta a ser proibido em eventos esportivos na Alemanha para conter a covid-19

Atingido pela nova onda, e com grande aumento de casos positivos, o país proibiu a presença de público em todos os eventos esportivos, inclusive o Campeonato Alemão, a partir do dia 28

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 21/12/2021 às 21:27 | Atualizado em 21/12/2021 às 21:29
Thomas KIENZLE / AFP
Lewandowski é o artilheiro do Bayern de Munique na temporada. - FOTO: Thomas KIENZLE / AFP
Leitura:

ESTADÃO CONTEÚDO

A Alemanha tomou medidas rígidas nesta terça-feira (21) para evitar a proliferação da variante Ômicron, da covid-19. Atingido pela nova onda, e com grande aumento de casos positivos, o país proibiu a presença de público em todos os eventos esportivos, inclusive o Campeonato Alemão, a partir do dia 28.

"Os grandes acontecimentos já não se realizam com público", afirmou em seu primeiro pronunciamento o novo chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, ao explicar que o Campeonato Alemão também terá de enquadrar nas novas regras governamentais.

Festas, atritos e privilégios: PSG tem bastidores conturbados em 2021, diz jornal francês

Real Madrid: mais dois jogadores testam positivo para covid-19; saiba quantos atletas estão infectados

A competição, liderada com folga pela Bayern de Munique, já vinha recebendo somente 25% do público nas últimas rodadas e agora volta a fechar as portas para forçar a população a se vacinar e, ao mesmo tempo, frear o avanço da variante Ômicron.

O futebol na Alemanha realizou sua última rodada no fim de semana. O retorno está marcado para o dia 7 de janeiro e Olaf Scholz explicou que o anúncio é justamente para as equipes não negociarem entradas com antecedência.

"A medida visa conter a propagação do vírus", informou Scholz, que cancelou até os grandes festejos na virada do ano. O chanceler ameaça com prisão quem descumprir as regras de reuniões terem no máximo 10 pessoas. Até as queimas de fogos foram proibidas.

Comentários

Últimas notícias