Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

Brasil

Coutinho e Daniel Alves na Seleção Brasileira só reforça falta de critério de Tite

Meia do Aston Villa e lateral de Barcelona foram novidades na convocação para a seleção de Tite para as Eliminatórias da Copa do Mundo

Thiago Wagner
Thiago Wagner
Publicado em 13/01/2022 às 12:38
AFP
Tite insiste em nomes para a seleção brasileira que já brilharam antes ao invés de apostar em quem tem melhor momento agora - FOTO: AFP
Leitura:

Phillippe Coutinho e Daniel Alves estão de volta à Seleção Brasileira. Nesta quinta-feira (13), o técnico Tite chamou a dupla na lista de convocados para os jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo, contra Equador e Paraguai.

Pouco tempo após a divulgação dos nomes dos dois e uma chuva de críticas caiu sobre o treinador brasileiro. E convenhamos, com razão.

Por mais que eles tenham serviços prestados com a camisa amarelinha, não é momento de convocá-los. Isso só reforça uma falta de critério de Tite.

Veja bem, não é uma questão de avaliar que os atletas são ruins ou que não servem mais para a seleção. Mas qual é o argumento para chamá-los?

Daniel Alves, por exemplo, passou quase todo o segundo semestre de 2021 parado, sem atuar. Voltou ao Barcelona na esperança de reencontrar o futebol e até agora pouco brilhou. Até mesmo no São Paulo ele já vinha oscilando. 

 O caso de Coutinho é parecido no que diz respeito ao mau momento. Reserva no Barcelona, o meia-atacante praticamente teve que implorar uma transferência agora em janeiro.

Conseguiu uma ida ao Aston Villa, da Premier League, onde brilhou com a camisa do Liverpool. Pode voltar a brilhar?

Claro que pode, mas as últimas temporadas foram bem fracas e totalmente incompatíveis com uma convocação.

Em ano de Copa do Mundo, chamar jogadores que vivem má fase na esperança que eles se reencontrem como um passe de mágica é ter muita fé em critérios que vão muito além do mérito.

Mais parece que Tite, que tanto prega a lealdade, o estudo e o trabalho, se esquece dos próprios dogmas quando o assunto é a convocação.

Insiste em jogadores que possivelmente não irão resolver na Copa. Aliás, podem até ser problemas, já que irão ocupar a vaga de alguém que pode decidir.

Em mata-mata de Mundial, isso pode fazer a diferença entre avançar e cair mais uma vez. Teimosia não combina com estrela no peito ao final da Copa.

Saber a hora de mexer e apostar quem quem está melhor - alô, Vinícius Júnior -, é fundamental. Além de Vini Jr., outros nomes pedem passagem. Abre o olho, Tite!

Comentários

Últimas notícias