Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

Cruzeiro

Revelado o plano do Cruzeiro para quitar dívida bilionária o mais rápido possível

Dívidas já fizeram o clube ficar impedido de contratar novos jogadores

Victor Peixoto
Victor Peixoto
Publicado em 29/03/2022 às 11:57 | Atualizado em 29/03/2022 às 12:00
GUSTAVO ALEIXO/CRUZEIRO
Ronaldo Fenômeno é o presidente e dono do Cruzeiro - FOTO: GUSTAVO ALEIXO/CRUZEIRO
Leitura:

Em entrevista ao SporTV, o presidente do CruzeiroSérgio Santos Rodrigues, revelou os planos e as previsões do clube para quitar as dívidas caso as mudanças contratuais propostas por Ronaldo Fenômeno para efetuar a compra da SAF forem aprovadas.

Segundo ele, atualmente, o cenário indica pelo menos 10 anos para que o clube possa se organizar para quitar seus débitos e que os recursos atuais são insuficientes para que a quitação seja feita em tempo interior.

Contudo, ainda segundo ele, a aprovação da renegociação do acordo da SAF e a efetivação de Ronaldo como dono do clube, seriam o suficiente para que o pagamento das dívidas fosse realizado no prazo de oito anos.

"Em relação à recuperação, ficou claro através de projeções e cálculos que dá uma segurança jurídica maior pra poder fazer o parcelamento das dívidas. Pelas projeções que a gente tem, se fosse pelo regime da RCE (Regime Centralizado de Execuções), em 10 anos a gente não teria, pela projeção, como pagar as contas", começou a explicar.

"Pela recuperação, de acordo com os cálculos que a gente faz, de maneira muito direta, mas claro que podendo melhorar isso em muitos cenários, tem uma previsão muito tranquila de, em oito anos, quitar as dívidas com o planejamento que foi feito", concluiu em favor da mudança.

O que muda?

No acordo original, ficou previsto que Ronaldo investiria R$ 400 milhões no clube, sendo R$ 50 milhões de aporte direto e outros R$ 350 milhões por investimento direto ou incremento de receitas.

No entanto, as dívidas tributárias, que giram na casa dos R$ 200 milhões, ficariam a cargo do clube. Com as mudanças, Ronaldo assumiria também parte dessas dívidas, mas passaria a ter controle das unidades da Toca da Raposa.

A proposta será votada no próximo dia 4 de abril.

Comentários

Últimas notícias