Dicas e informações de viagens, férias e turismo
Turismo de Valor

Descubra dicas de viagem e roteiros para as férias, além dos destinos e atrações que estão em alta no turismo.

REDES SOCIAIS

Turista viraliza ao reclamar da abordagem de ambulantes em Salvador, Bahia: "Eu fiquei com medo"

Segundo relato, o jovem caminhava pelas ruas do Farol da Barra, na capital, quando teria sido coagido por comerciantes para adquirir produtos

Julianna Valença
Cadastrado por
Julianna Valença
Publicado em 01/02/2022 às 13:53 | Atualizado em 01/02/2022 às 13:57
Reprodução/Tiktok
"Colocaram colares em mim, também me cobrando… eu fiquei com medo, gastei quase R$100 nisso", relatou o jovem no vídeo que já soma mais de 184 mil visualizações. - FOTO: Reprodução/Tiktok
Leitura:

O turista Kadu Pacheco, 28 anos, teve um de seus vídeos viralizados na rede social TikTok após reclamar da abordagem dos vendedores ambulantes em Salvador, Bahia. Segundo relato, publicado na internet no último sábado (29), o viajante caminhava pelas ruas do Farol da Barra, na capital, quando teria sido coagido por comerciantes para adquirir produtos.

“Estou andando aqui tem 10 minutos e já pintaram meu braço e minha perna, me cobrando R$25 reais, sendo que eu não pedi e ninguém me falou que era esse preço. Colocaram colares em mim, também me cobrando… eu fiquei com medo, gastei quase R$100 nisso”, relatou o jovem no vídeo que já soma mais de 184 mil visualizações.

Ainda no depoimento, o turista do RJ disse que pagou pelos produtos por medo da abordagem dos vendedores. “O problema é que eles têm que perguntar se a gente (turista) quer. Os colares custaram R$94, depois de eu muito chorar. Eu disse ‘moço, eu nem tinha te pedido, eu nem queria”, mas não adiantou e ele começou a engrossar”, finalizou.

Em seu perfil do Twitter, o jovem disse que o vendedor teria se aproximado dele dizendo que lhe daria um presente, uma pulseira do senhor do Bonfim. Após isso, ele teria começado a coagi-lo com os produtos. "Eu disse que não queria, ele insistiu muito, colocou um cordão no meu pescoço e disse que eu podia levar mais dois por R$150", escreveu Kadu.

Comentários

Últimas notícias