covid-19

Sob aplausos, idosa de 97 anos deixa hospital após se curar do coronavírus

Com seis netos e cinco bisnetos, Gina Dal Colleto contou que tem vida ativa, gosta de cozinhar e fazer compras

Alice Albuquerque
Cadastrado por
Alice Albuquerque
Publicado em 12/04/2020 às 15:58 | Atualizado em 13/04/2020 às 9:15
DIVULGAÇÃO
Missa de páscoa celebrada por Dom Fernando Saburido na Igreja da Sé em Olinda durante a quarentena devido a pandemia do coronavírus. - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

DIVULGAÇÃO
SELO PATROCINADO UNINASSAU - DIVULGAÇÃO

Após ser curada do novo coronavírus (covid-19), neste domingo (12), uma idosa de 97 anos recebeu alta de um hospital privado em São Paulo. Gina Dal Colleto é uma das pessoas mais velhas a se curar da doença no País.

O Estado de São Paulo já tem mais de 560 mortos pela doença e 8 mil infectados.

De acordo com o G1, os médicos disseram que ela foi internada no primeiro dia deste mês, com sintomas do coronavírus: falta de ar, tosse e confusão mental. Colleto foi diagnosticada com o vírus influenza, que é o causador da gripe comum e também com o Sars-CoV-2, o vírus da covid-19.

A idade avançada e problema no coração eram dois fatores de risco de Gina. "Ela tem dois stents e o coração também foi afetado pelo coronavírus. A paciente teve inflamação cardíaca e pulmonar", afirmou a cardiologista.

De acordo com a médica, além dos antibióticos, diuréticos e corticoide, a paciente também foi tratada com cloroquina. "A cloroquina foi usada por cinco dias, com a paciente internada e sob uma avaliação criteriosa de eventos adversos que poderiam ser causados pelo medicamento, e que, felizmente, não aconteceram com ela".

DIVULGAÇÃO
SELO PATROCINADO UNINASSAU - FOTO:DIVULGAÇÃO

Comentários

Últimas notícias