Astronomia

Sem muita visibilidade no Brasil, Chuva de Meteoros Líridas vira chuva de memes; veja outros fenômenos previstos para 2020

De acordo com o Espaço Ciência, no Recife, a taxa máxima foi de 13 meteoros por hora, com possibilidade de observação a olho nu

JC
Cadastrado por
JC
Publicado em 22/04/2020 às 7:33 | Atualizado em 22/04/2020 às 7:43
Foto: Pixabay
De acordo com o Espaço Ciência, no Recife, a taxa máxima foi de 13 meteoros por hora, com possibilidade de observação a olho nu - FOTO: Foto: Pixabay
Leitura:

A chuva de meteoros Líridas pôde ser vista a olho nu entre a noite dessa terça-feira (21) e a madrugada desta quarta-feira (22). O evento astronômico ocorre no momento que a Terra atravessa os detritos deixados pelo cometa C/1861 G1 (Thatcher). O nome Líridas faz referência à constelação Lira. De acordo com o Espaço Ciência, no Recife, a taxa máxima foi de 13 meteoros por hora, com possibilidade de observação a olho nu.

A visibilidade maior, porém, ocorreu no hemisfério Norte e nos estados da região Norte do Brasil. Ainda segundo o Espaço Ciência, também foi possível ver os planetas Marte, Júpiter e Saturno. Nas redes sociais, muitos tentaram observar o fenômeno, tanto que a hashtag Chuva de Meteoros ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter. Como muitos não obtiveram êxito, o que não faltou foram memes. Veja os comentários:

Outros eventos astronômicos

Asteroide

Se você não conseguiu observar a chuva de meteoros, em 2020 ainda estão previstos outros fenômenos. Ainda em abril, na próxima quarta-feira (29), um asteroide de diâmetro estimado entre 1,8 e 4,1 km se aproxima da Terra e cruzará a sua órbita. O corpo celeste é considerado um dos asteroides com potencial perigo ao planeta, e foi detectado pelos astrônomos ainda na década de 90. O asteroide irá passar a 6,29 milhões de quilômetros da Terra, voando a 31 mil km/h.

Eclipse total do sol

O único eclipse total solar de 2020 deve acontecer no dia 14 de dezembro. O evento ocorre quando a lua bloqueia a passagem da luz solar. Este evento poderá ser visto, sobretudo, no hemisfério sul, especialmente em algumas áreas da Nova Zelândia, Chile e Argentina. No Brasil, só poderá ser visto de forma parcial.

As Perseidas

As chuvas de meteoro mais impressionantes para os fãs estelares acontecem em agosto e dezembro. Os eventos que acontecem em agosto foram chamadas de Perseidas ou Lágrimas de São Lourenço, isto porque 10 de agosto marca o dia de São Lourenço em vários países onde o fenômeno pode ser visto. Os dias mais ativos das Perseidas serão 12 e 13 de agosto.

As Geminídeas

Um dos últimos espetáculos celestes deste ano, a chuva de estrelas das Geminídeas ocorre uma vez por ano na Terra. Caso o céu esteja limpo, é possível ver até 120 estrelas cadentes por hora no céu, no momento de pico do fenômeno. As datas para apreciar a Geminídeas serão de 13 a 15 de dezembro. 

Comentários

Últimas notícias