Corajoso

Pinscher pode ter engravidado cadela pitbull, no Tocantins

Apesar da diferença de porte entre os animais, o cruzamento é possível

Douglas Hacknen
Douglas Hacknen
Publicado em 17/07/2020 às 20:49
Notícia
REPRODUÇÃO/TV GLOBO
Pinscher é 'suspeito' de engravidar pitbull - FOTO: REPRODUÇÃO/TV GLOBO
Leitura:

O pinscher Thor, de três anos de idade, é o principal suspeito de ter engravidado a pitbull Kiara. O caso inusitado aconteceu em Palmas, capital do estado de Tocantins, na região Norte do Brasil, e causou grande surpresa para seus donos. A descoberta ocorreu quando a dona dos animais foi levar a pitbull, de quase dois anos, ao veterinário por estranhar o crescimento anormal da barriga da cadela.

>> Menino de seis anos leva 90 pontos no rosto depois de salvar irmã de ataque de cachorro

>> Sem renda, mágico passa a dormir em carro com seu cachorro; saiba como ajudar

>> Garoto reúne 'assinaturas' de Lula, Bolsonaro e Naruto em abaixo-assinado para ganhar cachorro

Cirurgiã dentista, Bruna Karolliny Matos relatou que "quando alguém chegava aqui e perguntava se a Kiara estava prenha, a gente respondia que não. Começamos a suspeitar de uma doença. Levamos em um veterinário. Meu esposo chegou lá com ela e falou para ele: 'olha ai o tamanho da barriga dela, o que pode ser isso?' e ele respondeu 'então, a doença dela vai nascer daqui uns dias a Kiara está prenha'".

Para Bruna, a cadela estava sedentária, por isso a barriga estava crescendo. Segundo a dona, Kiara não costuma sair de casa e o único cachorro que teve contato com ela foi o Thor.

Como pode ter acontecido?

"Ela gosta muito de ficar sentada na porta com as quatro patas para cima, deitada", conta Bruna. Sem acreditar, os donos até checaram as câmeras de segurança. A previsão é que a Kiara tenha 10 filhotes.

Justificativa

Segundo o veterinário Bruno Lima, a 'missão' do pinscher não foi fácil, mas esse tipo de gestação é possível. "A gente tem problemas anatômicos aí, problemas físicos. A fêmea é muito grande e o macho é muito pequeno. Ele consegue fazer a monta com ela deitada, com ela em pé não vai ser possível, mas com ela deitada pode acontecer", explica.

*Com informações do G1

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias