ROCHA ESPACIAL

Vídeo mostra passagem de meteoro em Pernambuco e outras cidades do Nordeste; veja

O fenômeno riscou o céu e pode ser visto a olho nu, em alguns lugares de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará

Giovanna Torreão Julianna Valença
Giovanna Torreão
Julianna Valença
Publicado em 25/05/2021 às 12:54
Notícia
Divulgação/Bramon
O fenômeno ocorreu às 18h59, do horário de Brasília sobre a costa do Rio Grande do Norte e foi registrado pelas câmeras da Rede Brasileira de Observação de Meteoros (BRAMON). - FOTO: Divulgação/Bramon
Leitura:

Na noite do último sábado (22), um meteoro riscou o céu e foi visto a olho nu, em alguns lugares dos estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará. O fenômeno foi registrado pelas câmeras da Rede Brasileira de Observação de Meteoros (BRAMON) em Cabrobó e Carpina, ambas no interior de Pernambuco.


 

Nas redes sociais e na ferramenta bramon.imo.net, da Bramon, os primeiros relatos sobre a visualização do fenômeno aconteceram na Paraíba. Os internautas informaram ter visto uma bola de fogo esverdeada cruzando o céu na direção nordeste. Foi então que a organização checou os registros na câmera all-sky, em João Pessoa e pôde confirmar a passagem do bólido - meteoro muito luminoso.

O meteoro surgiu sobre o Oceano Atlântico, a 99,2 km de altitude e a cerca de 110 km da costa leste do Rio Grande do Norte, percorreu em direção noroeste, brilhando intensamente. O corpo desapareceu a 36,3 km de altitude, ainda sobre o oceano, a 53 km de Natal. Foi percorrida uma distância de 89,7 km e apenas 5 segundos, pelo meteoro, o que representa uma velocidade média de 64,6 mil km/h.

A Bramon calcula que o meteoro que gerou o fenômeno possuía entre 20 e 60 Kg de massa, dos quais, cerca de 5 kg podem ter resistido à passagem atmosférica, gerando meteoritos. O cálculo é baseado na luminosidade e na velocidade da rocha espacial.

Comentários

Últimas notícias