Lázaro

'Goiás não é Disneylândia de bandido', diz governador sobre fim da caçada a Lázaro Barbosa

Pouco tempo depois do anúncio da captura de Lázaro, feito pelo próprio governador de Goiás, Ronaldo Caiado, o governo confirmou que ele está morto

JC
JC
Publicado em 28/06/2021 às 10:18
Notícia
JEFFERSON RUDY/ AGÊNCIA SENADO
"Vocês (forças de segurança) são motivo de muito orgulho para a nossa gente! Goiás não é Disneylândia de bandido", disse Ronaldo Caiado em uma rede social - FOTO: JEFFERSON RUDY/ AGÊNCIA SENADO
Leitura:

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), foi o responsável por divulgar a notícia da prisão de Lázaro Barbosa na manhã desta segunda-feira (28) na região de Cocalzinho, depois de 20 dias de buscas da força tarefa formada por 270 policiais de Goiás e do Distrito Federal. Foram utilizados nas buscas helicópteros, drones e cães farejadores.

Nas redes sociais, Caiado afirmou que o estado de Goiás não era "Disneylândia de bandido". Pouco tempo depois do anúncio da prisão, o governo de Goiás confirmou que Lázaro morreu no confronto com os policiais. 

"Ta aí, minha gente, como eu disse, era questão de tempo até que a nossa polícia, a mais preparada do País, capturasse o assassino Lázaro Barbosa. Parabéns para as nossas forças de segurança. Vocês são motivo de muito orgulho para a nossa gente! Goiás não é Disneylândia de bandido", disse Ronaldo Caiado no seu Twitter, em post com o vídeo em que noticia a prisão de Lázaro. 

Crimes

Lázaro é suspeito de ter assassinado quatro pessoas da mesma família em Ceilândia (DF) no dia 9 de junho, caso conhecido como a "Chacina do Incra 9". De lá para cá, ele teria cometido uma série de outros crimes, como estupro, roubo, furto, sequestro, tentativa de homicídio, porta ilegal de arma, tentativa de latrocínio e invasão de propriedade.

"Acabo de receber neste momento a informação de todas as forças de segurança que estão na região de Cocalzinho (GO) que o Lázaro foi preso. [Quero] cumprimentar todos aqueles que estão ali há vários dias trocando informações e chegando ao resultado final da prisão do Lázaro. Meus cumprimentos a todas as forças de segurança que ali interagiram e trabalharam com determinação para mostrar que a lei está acima de tudo", afirmou Ronaldo Caiado em vídeo compartilhado nas redes sociais. 

Comentários

Últimas notícias