Vacina

Pelo menos 8 capitais suspendem aplicação da 1ª dose da vacina contra a covid

O Ministério da Saúde disse ter iniciado a entrega de 10,2 milhões de doses de vacinas para a campanha em todo o País

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 26/07/2021 às 22:24
Notícia
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Vacina contra a covid-19 - FOTO: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Leitura:
Com demora na entrega de novas remessas de vacina contra a covid pelo Ministério da Saúde, ao menos oito capitais suspenderam a aplicação da 1ª dose do imunizante por falta de estoque. Em Belém, Rio, Salvador, João Pessoa, Campo Grande, Florianópolis, Maceió e Vitória era aplicada apenas a 2ª dose ontem. Em outras duas capitais - Goiânia e Cuiabá -, a vacinação era limitada por causa dos estoques baixos e em São Paulo a imunização da faixa etária dos 28 anos - prevista para a quinta-feira - foi temporariamente suspensa.
Mesmo tendo recebido cerca de 16 milhões de doses entre segunda-feira da semana passada e ontem, o órgão federal ficou seis dias sem realizar entregas, como mostram informes técnicos disponíveis no site da própria pasta. Os cálculos sobre o quantitativo disponível "estocado" foi feito pela plataforma apolinar.io/vacinas, mantida pelo desenvolvedor Apolinário Passos com base em informações do ministério.
O órgão disse ter iniciado a entrega de 10,2 milhões de doses de vacinas para a campanha em todo o País ontem, incluindo as capitais. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), chegou a cobrar publicamente maior celeridade da pasta na distribuição. No Twitter, ele disse ser "vergonhosa essa falta de gestão e senso de urgência". No final da tarde, a Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo confirmou ter recebido 475 mil doses, mas disse que ainda esperava cerca de 950 mil vacinas de sua cota que já estariam no estoque do ministério.
Conforme dados coletados pela plataforma apolinar.io/vacinas, foram entregues na semana passada ao governo federal 6,2 milhões de doses da Pfizer, 4,8 milhões de unidades do imunizante Oxford/AstraZeneca e 3,5 milhões de Coronavac. Outro lote de 1,5 milhão do Butantan foi liberado ontem. Nenhuma dessas, no entanto, havia sido distribuída até a manhã de ontem, quando várias capitais optaram pela suspensão.
Antes da nova remessa iniciada ontem à tarde, a última entrega federal a Estados havia sido na terça passada, e com doses entregues na semana anterior. O ministério não comentou o motivo da demora no envio.
Em Salvador, a vacinação está interrompida desde sábado. Ontem, a capital baiana fazia mutirão da 2ª dose. A prefeitura disse aguardar envio de novo lote pelo governo federal. O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, anunciou a chegada de 613 mil doses para 1ª e 2ª aplicação hoje e amanhã.
Belém informou ainda não ter previsão para retomar a aplicação da 1ª dose, suspensa desde sábado. "Dependemos da chegada de novas doses, que segue sem previsão."
Na cidade do Rio, a aplicação da 1ª dose foi suspensa na sexta-feira, por causa do fim do estoque. Segundo a prefeitura, a suspensão foi necessária "para garantir o estoque para as segundas doses programadas". Na tarde de ontem, a prefeitura disse em sua rede social que há previsão de chegada de doses e o calendário será retomado amanhã, para pessoas com mais de 34 anos. Na quinta, havendo doses, será aberta a vacinação para mulheres de 33 anos e, na sexta, para homens da mesma idade.
Mais cidades
Em João Pessoa, as vacinas para a 1ª dose acabaram sexta. No fim de semana, só foi aplicada a 2ª dose. A prefeitura disse que a retomada na aplicação da 1ª dose está condicionada à chegada de doses. Segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, nos dois próximos dias, o Estado deve receber cerca de 168 mil unidades. Ele disse que este mês houve redução no total de doses enviadas ao Estado. "Havia previsão do ministério de recebermos em julho um milhão e cem mil doses, mas vamos receber apenas 800 mil", afirmou.
Maceió parou a vacinação sábado, quando a 1ª dose foi dada na faixa de 32 anos. Também foi suspensa a imunização de grávidas. A prefeitura disse que a 1ª dose será retomada quando receber mais doses - à tarde, o governo estadual informou que devem chegar hoje 186,5 mil.
Campo Grande interrompeu a aplicação da 1ª dose na última quinta, por falta de vacinas. Ontem, estava sendo aplicada apenas a 2ª dose e os pontos de vacinação abriram só no período da tarde. A prefeitura informou que aguarda recebimento de nova remessa. Ainda segundo o município, um novo lote com 112 mil doses deve chegar à capital entre terça e quarta.
Só gestantes e puérperas recebiam a 1ª dose ontem em Florianópolis. A cidade informou esperar o recebimento de mais vacinas para retomar a vacinação por idade. Vitória suspendeu a aplicação da 1ª dose também por falta de vacinas. Ontem, só a 2ª dose era aplicada. A prefeitura disse aguardar mais lotes.
 

Últimas notícias