IMUNIZAÇÃO

Cidade de São Paulo chega a 100% da população adulta vacinada com 2ª dose ou dose única contra covid-19

Desafio da capital paulista é avançar com a imunização entre adolescentes de 12 a 17 anos

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 25/11/2021 às 0:24
Notícia
Rovena Rosa/Agência Brasil
Com avanço da vacinação, estado de SP vai flexibilizar uso de máscara em ambiente aberto - FOTO: Rovena Rosa/Agência Brasil
Leitura:

A cidade de São Paulo alcançou nesta quarta-feira (24) a marca de 100% da população adulta vacinada contra a covid-19 com a segunda dose ou dose única. A informação foi antecipada pela Coluna do Estadão.

O desafio agora é avançar com a imunização entre adolescentes de 12 a 17 anos para completar o esquema vacinal. Quem tem mais de 18 anos e tomou a segunda dose há pelo menos cinco meses também pode tomar a dose de reforço.

A partir desta quinta-feira (25), equipes da Secretaria Municipal da Saúde vão às escolas da rede municipal e estadual para aplicar a segunda dose da vacina nos adolescentes. Os pais e responsáveis, porém, devem assinar um documento autorizando a imunização.

"Com a vacinação nas escolas, será possível completar o ciclo vacinal dos adolescentes e garantir as segundas doses para esse público", disse o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido

Em adolescentes de 12 a 17 anos, foram aplicadas até esta terça-feira (23), 893.268 primeiras doses, representando uma cobertura vacinal de 105,8%. Com relação à segunda dose, foram 338.553 aplicações, ou 40,1% de adolescentes.

A Secretaria Municipal de Saúde também pediu ao Ministério da Saúde e à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a exigência do passaporte da vacina para estrangeiros. Há preocupação com a entrada dos visitantes no País sem a imunização contra a covid-19 nos próximos meses, com as festas de fim de ano e o carnaval.

Flexibilização do uso de máscara em São Paulo

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou, nesta quarta-feira (24), a desobrigação do uso de máscaras ao ar livre em todo o território paulista a partir de 11 de dezembro.

A obrigação do uso do acessório, uma das medidas preventivas à covid-19, no entanto, permanece nas áreas internas e estações e centrais de transporte público, além do uso em transportes coletivos, como metrô, ônibus e trens.

O governo paulista justificou a medida diante da queda superior a 90% do número de casos e óbitos em relação ao pico da pandemia e o avanço da vacinação. De acordo com o governador, São Paulo deve atingir, na quinta-feira (25), a marca de 75% da população geral que já completou o esquema vacinal.

Enquanto isso, até 30 de novembro, o número de vacinados deve atingir 80%. "Antecedência, previsibilidade, planejamento e organização", justificou o gestor estadual, em entrevista à imprensa no início da tarde, no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Doria também anunciou uma campanha de reforço à vacinação com duração de dez dias em todo o Estado. Segundo o anúncio, de 1º a 10 de dezembro o Estado fará uma ação, juntamente com os municípios e secretarias de Saúde, para incentivar a população faltosa a retornar para tomar a vacina e reforçar a importância da aplicação da terceira dose.

Comentários

Últimas notícias