Solidariedade

Buscando garantir que os funcionários recebam, elenco do Leeds United abre mão de parte do salário

Decisão se deve ao momento de incerteza causado pela pandemia do novo coronavírus

Lucas Holanda
Lucas Holanda
Publicado em 27/03/2020 às 8:30
Notícia
REPRODUÇÃO/ TWITTER
Mais de 270 funcionários serão beneficiados com a ação - FOTO: REPRODUÇÃO/ TWITTER
Leitura:

A pandemia do novo coronavírus vem afetando o mundo todo e a volta à normalidade ainda é incerta. Pensando nisso, os atletas e comissão técnica do Leeds United abriram mão de seus salários para que o clube inglês possa pagar normalmente a todos os funcionários neste período de pandemia da COVID-19. De acordo com o comunicado oficial da equipe, a ideia decisão conjunta é garantir que aqueles que mais necessitam recebem integralmente durante a paralisação.

"O Leeds United pode confirmar que os jogadores, a equipe técnica e a gestão se ofereceram para fazer um diferimento salarial no futuro próximo. Isso garante que todos os funcionários que não são de futebol em Elland Road e Thorp Arch recebam integralmente e que a integridade do negócio seja mantida durante esses tempos de incerteza", diz um trecho do comunicado.

"Coletivamente, a equipe do Leeds United disse: O Leeds United é uma família, esta é a cultura que foi criada por todos no clube, desde os jogadores e o conselho até a equipe e os torcedores nas arquibancadas. Enfrentamos incertezas. horários e, portanto, é importante que todos trabalhemos juntos para encontrar uma maneira de o clube avançar nesse período e terminar a temporada da maneira que todos esperamos. Enquanto isso, vamos trabalhar juntos para ouvir os conselhos do governo e o serviço de saúde e derrote esse vírus", explica a nota.

"Após uma conversa regular entre o diretor executivo Angus Kinnear, o diretor de futebol Victor Orta e vários jogadores, a equipe decidiu tomar parte de seus salários para garantir que o clube pudesse continuar pagando todos os 272 membros do clube, funcionários temporários e a maioria dos funcionários ocasionais nos próximos meses", detalha o comunicado.

LEIA MAIS

Ser atleta prepara o organismo, mas não é suficiente para evitar coronavírus

Morre torcedor inglês que foi para mais de mil jogos consecutivos

Barcelona anuncia redução de salários por conta do novo coronavírus

FUTURO

Com 71 pontos, o Leeds United era o líder da segunda divisão inglesa faltando 11 rodadas para o fim do campeonato. Caso se mantivesse nessa posição, o clube inglês já subiria diretamente para a Premier League. No entanto, ainda não se sabe quando a bola vai rolar na Inglaterra no mundo. Porém, de uma coisa é certa: os times das divisões inglesas querem terminar a temporada no campo, como concordaram na última reunião.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias