EXPLOSÃO DE GÁS

Mulher vítima de explosão de gás em Jaboatão morre no HR

Vítima de uma explosão de botijão de gás em Cajueiro Seco, Andréa Gonçalves, 45, não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã desta segunda-feira (23)

JC Online JC Online
JC Online
JC Online
Publicado em 24/04/2018 às 7:50
Foto: Edelmar Melo/JC Imagem
Vítima de uma explosão de botijão de gás em Cajueiro Seco, Andréa Gonçalves, 45, não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã desta segunda-feira (23) - FOTO: Foto: Edelmar Melo/JC Imagem
Leitura:

Morreu no Hospital da Restauração Andrea Gonçalves da Silva, 45, vítima de explosão de gás que escapava do botijão em um imóvel na última quinta-feira (19), em Jaboatão dos Guararapes. A mulher, que chegou ao HR em estado gravíssimo, com 90% do corpo queimado, não resistiu aos ferimentos e faleceu na manhã desta segunda-feira (23) .

O companheiro de Andréa, Mayke Roberto da Silva, 20 anos, também foi uma das vítimas da explosão, que deixou a residência, para onde o casal tinha acabado de se mudar, parcialmente destruída. O estado de Mayke é estável. Ele continua internado na Restauração com cerca de 50% do corpo queimado, sendo submetido a medicamentos, banho e curativos para a recuperação.

A explosão

A explosão de gás deixou um casal com ferimentos graves na madrugada da última quinta-feira (19) em Cajueiro Seco, Jaboatão dos Guararapes. O incidente aconteceu na Rua Nossa Senhora de Fátima por volta das 3h30.

Segundo uma das vítimas, Mayke Roberto, já se sentia um cheiro forte de gás após a mudança do casal para o edifício, um dia antes do incidente. De acordo com as informações do Marcos Barreto, chefe do setor de queimados do HR, onde as vítimas estão internadas, Mayke afirmou que a explosão aconteceu depois que a sua mulher acendeu um cigarro.

O Corpo de Bombeiros foi acionado cerca de vinte minutos após a explosão e enviou duas viaturas ao local para controlar o incêndio provado pela explosão e fazer o trabalho de rescaldo.

Interdição

O imóvel, que foi interditado pelos Bombeiros, ficou parcialmente destruído e uma barbearia ao lado teve a sua estrutura comprometida. Uma equipe da Defesa Civil de Jaboatão foi acionada para avaliar os danos.

Por causa da explosão no apartamento, o prédio, na comunidade dos Coquinhos, ficou completamente danificado e foi interditado. Os 11 adultos e as 3 crianças, que também moravam no edifício, foram encaminhados pela prefeitura de Jaboatão para um abrigo temporário, no bairro de Prazeres.

Últimas notícias