APREENSÃO

Exército apreende 20,5 kg de explosivos em operação no Nordeste

A ''Operação Rastilho'' fiscalizou 62 empresas que trabalham com explosivos. Na vistoria, irregularidades foram encontradas em 20 instituições

Bianca Sousa
Bianca Sousa
Publicado em 27/04/2018 às 15:33
Foto: Cortesia/ Ascom Exército Brasileiro
FOTO: Foto: Cortesia/ Ascom Exército Brasileiro
Leitura:

Uma operação, realizada pelo Comando da 7º Região do Comando Militar do Exército, apreendeu pouco mais de 20 kg de explosivos em três dias de operação, que atuou no estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Rio Grande do Norte. A "Operação Rastilho", que finalizou nessa quinta-feira (26), fiscalizou empresas que trabalham com explosivos para verificar supostas irregularidades. 

“A operação visou a intensificação do controle da produção, armazenamento, transporte, comercialização e utilização de explosivos e produtos correlatos”, destaca a assessoria. Na ação foram apreendidos 20,5 kg de explosivos, 777 metros de cordel detonante e cerca de cinco mil acessórios para explosivos.

19 empresas foram autuadas e uma interditada

De acordo com a assessoria da 7ª Região, as empresas, registradas para fazer o comércio, transporte e serviço de utilização do explosivo, foram vistoriadas durante a operação. Ao todo 62 alvos foram fiscalizados. Destes, 19 empresas foram autuadas e uma interditada por apresentarem irregularidades.

Foto: Cortesia/ Ascom Exército Brasileiro
A ação fiscalizou 62 empresas nos estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Rio Grande do Norte. - Foto: Cortesia/ Ascom Exército Brasileiro
Foto: Cortesia/ Ascom Exército Brasileiro
A ação fiscalizou 62 empresas nos estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Rio Grande do Norte. - Foto: Cortesia/ Ascom Exército Brasileiro
Foto: Cortesia/ Ascom Exército Brasileiro
A ação fiscalizou 62 empresas nos estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Rio Grande do Norte. - Foto: Cortesia/ Ascom Exército Brasileiro
Foto: Cortesia/ Ascom Exército Brasileiro
A ação fiscalizou 62 empresas nos estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Rio Grande do Norte. - Foto: Cortesia/ Ascom Exército Brasileiro

Foram envolvidos 130 integrantes do Exército, Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiros, Receita Estadual e Ibama.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias