Operação Curumim

Advogado é alvo de operação da PF contra pornografia infantil

Estão sendo cumpridos dois mandados de busca de apreensão nos bairros da Encruzilhada e Ponto de Parada, na manhã desta terça-feira (11)

JC Online
JC Online
Publicado em 11/04/2017 às 7:05
Foto: Divulgação/PF
Estão sendo cumpridos dois mandados de busca de apreensão nos bairros da Encruzilhada e Ponto de Parada, na manhã desta terça-feira (11) - FOTO: Foto: Divulgação/PF
Leitura:

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (11), a Operação Curumim, com o objetivo de combater a pornografia infantil na rede mundial de computadores. Estão sendo cumpridos dois mandados de busca e apreensão nos bairros de Encruzilhada e Ponto de Parada, sendo um deles na casa de um advogado.

Os crimes que estão sendo investigados são: armazenamento, compartilhamento e divulgação de imagens e vídeos de pornografia infantil na internet. A ação está sendo acompanhada por representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em virtude de um dos endereços ser na residência de um advogado e conta com a participação efetiva de dez policiais federais distribuídos em duas equipes.

Investigações começaram em 2016

As investigações, que começaram em março de 2016, foram baseadas em suspeitas onde usuários de programas de compartilhamento de arquivos pela internet estavam disponibilizando diversos arquivos de imagens e vídeos contendo cenas de sexo explícito ou pornográficas envolvendo crianças e adolescentes. Há suspeitas de que os dois usuários  podem ainda estar compartilhando os conteúdos ilícitos até o presente momento.

Os computadores ainda estão sendo analisados nas residências dos suspeitos, em caso de detecção de material pornográfico infantil, eles poderão ser presos e autuados em flagrante.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias