VIOLÊNCIA SEXUAL

Suspeito de cometer estupro e gravar vídeo é preso na Zona da Mata

A mulher foi estuprada na casa dela, e o suspeito ameaçou cometer o mesmo crime com a filha delas de apenas 2 anos

JC Online
JC Online
Publicado em 08/11/2017 às 13:11
Foto: Reprodução/Google Street View
A mulher foi estuprada na casa dela, e o suspeito ameaçou cometer o mesmo crime com a filha delas de apenas 2 anos - FOTO: Foto: Reprodução/Google Street View
Leitura:

O suspeito de ter cometido estupro contra uma mulher em Timbaúba na Zona da Mata de Pernambuco, foi preso em Nazaré da Mata, na mesma região, na tarde dessa terça-feira (7). Luciano Rodrigues da Silva, de 36 anos, teria praticado o crime na segunda-feira (6), quando a vítima voltava para casa, por volta das 22h.

A mulher foi perseguida pelo estuprador durante o seu percurso, e ao se aproximar ao muro de uma creche na localidade, o mesmo a levou para a sua casa e a violentou. Luciano Rodrigues filmou o abuso sexual no celular da vítima, e a ameaçou caso ela denunciasse. A mulher só foi liberada na madrugada da terça. Ao se deixar o local, ele prometeu que estupraria a filha dela, de apenas dois anos de idade, e mataria a sua família se a polícia soubesse de alguma coisa. 

Após ter sofrido o estupro, a vítima precisou ser socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região, e foi transferida para o Hospital Agamenon Magalhães (HAM), no bairro de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife. A polícia realizou rondas nas proximidades do local do crime e o suspeito foi detido e conduzido para a Delegacia de Plantão de Goiana, também na Zona da Mata.

Prisão

De acordo com a Polícia Civil, os agentes da Delegacia de Timbaúba, sob coordenação do delegado Rodolfo Cartaxo, autuou Luciano em flagrante pelo crime de estupro que depois foi encaminhado para Audiência de Custódia. Ele teve a prisão preventiva decretada na Central de Flagrantes de Nazaré da Mata, e foi levado para a Cadeia Pública de Timbaúba.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias