HOMICÍDIOS

Polícia divulga identidade de vítimas de chacina em São José

Cinco pessoas foram mortas no sábado (17) em um crime ligado ao tráfico de drogas. A vítima mais nova é uma adolescente de apenas 12 anos

JC Online
JC Online
Publicado em 19/02/2018 às 19:14
Foto: Sérgio Bernardo / JC Imagem
Cinco pessoas foram mortas no sábado (17) em um crime ligado ao tráfico de drogas. A vítima mais nova é uma adolescente de apenas 12 anos - FOTO: Foto: Sérgio Bernardo / JC Imagem
Leitura:

A Polícia Civil divulgou, nesta segunda-feira (19), a identidade dos mortos em uma chacina registrada no sábado (17) em São José da Coroa Grande, no Litoral Sul do Estado. Entre as vítimas do crime ligado ao tráfico de drogas está uma adolescente de 12 anos.

Duas das vítimas, Diego Gomes de Santana, 25, e Antônio Elivelton Reis de Souza, 22, são de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, e estavam em São José reforçando uma das organizações criminosas atuantes na região. Também morreram Herbe Gleibson dos Santos, 35, residente em Barreiros, e o casal de namorados Leonardo Paulo Gomes Domingos, 17, e Erollainy Vitória Lima de Souza, 12, moradores de São José da Coroa Grande.

A chacina

Segundo a Polícia Civil, a principal suspeita para a morte das cinco pessoas seria uma vingança ao triplo homicídio que aconteceu na quinta-feira (15), quando três adolescentes, envolvidos em briga de gangues, foram assassinados na Vila Jagatá.

A garota e dois rapazes foram assassinados dentro de uma residência e os outros dois foram abordados na rua. De acordo com a perícia, pela posição que os dois jovens caíram, houve uma tentativa de proteger a menina.

Comerciantes e moradores relataram que o tráfico de drogas aumentou a onda de violência na cidade há alguns anos, mas a guerra pelo domínio da área ficou intensa em janeiro, após a divulgação de um vídeo pelas redes sociais em que integrantes de uma facção assassinavam um rival.

Delegacia Móvel 

Uma unidade móvel da Polícia Civil de Pernambuco ficará estacionada no Centro de São José da Coroa Grande para dar apoio às investigações sobre os homicídios. A delegacia dará uma estrutura extra, com cartórios e espaço físico, necessário para o planejamento das ações da polícia. Duas equipes da Divisão Especializada na Apuração de Homicídios (DEAH) estão no município trabalhando para elucidação dos casos e prisão dos suspeitos.

Buscas em São José

Na tarde desta segunda-feira, foram localizadas, em um imóvel vazio em São José, drogas, material para embalar entorpecentes, carregadores de pistolas e munições de espingarda de calibre 12. Uma granada também foi encontrada no local e o esquadrão anti-bombas do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) precisou ser acionado.

Últimas notícias