RMR

Homem suspeito de cometer mais de 30 assaltos é preso em Olinda

Contra o suspeito, já havia três mandados de prisão preventiva oriundos de outras investigações

JC Online
JC Online
Publicado em 07/12/2018 às 12:11
Foto: Ilustrativa/JC Imagem
Contra o suspeito, já havia três mandados de prisão preventiva oriundos de outras investigações - FOTO: Foto: Ilustrativa/JC Imagem
Leitura:

Na manhã desta sexta-feira (7), a Polícia Civil revelou detalhes da prisão de um homem suspeito de cometer mais de 30 assaltos em Olinda, na Região Metropolitana do Recife (RMR). De acordo com as investigações, Adilson Ferreira Lima Júnior, conhecido como Porca, realizava investidas a transeuntes e transporte público, com o apoio de outras pessoas.

De acordo com o delegado Vinícius Oliveira, Adilson Ferreira confessou os crimes e informou que o suspeito agia durante descuido das vítimas e utilizava uma pistola preta nas investidas. "Ele chegava com uma pistola na mão, apontando para a vítima. As pessoas paravam para atender telefone ou alguma outra coisa, quando era abordada pelo suspeito, que era bastante agressivo", disse o delegado.

Ainda segundo Vinícius Oliveira, o homem justificou que praticava os assaltos para pagar contas de motéis com mulheres e nunca havia sido preso. "Ele não era usuário de drogas, nem tinha passagem pela polícia", afirmou o delegado.

Sobre as investidas a ônibus, o delegado Felipe Monteiro disse que Adilson foi identificado em imagens das câmeras de segurança dos veículos. O delegado disse ainda que o suspeito agia com outras duas pessoas neste tipo de ação. "Ele aparece em imagens de circuito interno e foi reconhecido por vítimas em duas ocasiões. Com ele, agiam outras duas pessoas", explicou Felipe Monteiro.

Denúncias

Contra o suspeito, já havia três mandados de prisão preventiva oriundos de outras investigações. Somadas, as penas podem chegar a mais de 100 anos de prisão. De acordo com a Polícia, as vítimas que reconhecerem o suspeito podem fazer uma denúncia pelo número (81) 3419.9595 ou procurar a Delegacia do Varadouro, em Olinda.

Últimas notícias