Homenagem

Espetáculo 'Ayrton Senna, o Musical' será exibido nos cinemas

Peça teatral estreia nas telonas em 1º de maio, data da morte do ídolo nacional

Robson
Robson
Publicado em 12/04/2018 às 15:18
Foto: Caio Gallucci/Divulgação
Peça teatral estreia nas telonas em 1º de maio, data da morte do ídolo nacional - FOTO: Foto: Caio Gallucci/Divulgação
Leitura:

No dia 1 de maio de 2018, o Brasil vai lembrar de seu maior ídolo: Ayrton Senna. Os fãs de todo o país poderão se emocionar e reacender a lembrança de um dos maiores pilotos de Fórmula 1 de todos os tempos. Em uma ação especial da Aventura Entretenimento e da OrangeGroup, com apoio da família Senna, chegará a mais de 70 cidades de todo o país Ayrton Senna, o Musical, atualmente em cartaz no Teatro Sergio Cardoso, em São Paulo. No Recife, o espetáculo será exibido no Cinemark do RioMar Shopping, no bairro do Pina.

O objetivo é o de democratizar e incentivar o acesso à cultura em todo o Brasil, levando o espetáculo para fora do eixo Rio-São Paulo.

“Este projeto do musical Ayrton Senna tem sido recebido de forma incrível e agora vamos ter a oportunidade de compartilhar com fãs em diversos pontos do Brasil a emoção desta história. Com certeza será um momento especial para os fãs do Ayrton”, diz Bianca Senna, diretora de Branding do Instituto e sobrinha do piloto.

Para transformar um espetáculo de teatro, que conta com 26 atores em cenas de dança, música e circo, em um filme para o cinema foram utilizados drones, gruas e até mesmo efeitos de slowmotion.

Parte da renda obtida será revertida para o Instituto Ayrton Senna, que contribui para ampliar as oportunidades de crianças e jovens por meio da educação.

SOBRE O MUSICAL

Ayrton Senna, o Musical reúne 26 atores em um espetáculo diferente, para toda a família, que conta a história por meio de acrobacias e efeitos especiais, integrando música, dança, teatro e circo. Com texto e músicas inéditas de Claudio Lins e Cristiano Gualda, que dão o tom para contar a carreira do piloto por meio de uma linguagem artística, a trama acontece com duas histórias paralelas.

De um lado temos Hugo Bonemer - sobrinho do jornalista William Bonner - como Ayrton Senna, o atleta focado, perfeccionista, competitivo e louco por vitórias e do outro lado temos Adam Lee como Beco – apelido de Ayrton entre os mais próximos –, um jovem paulistano que trabalha com a família, com sonhos, valores e ideais.

"Quisemos contar a história de uma pessoa comum que virou um herói nacional. E o Ayrton era isso, uma pessoa com dúvidas, medos, mas também inspiradora, que corria muito atrás dos seus sonhos e chegou no topo", diz Claudio Lins. A narrativa traz grandes momentos da carreira e da vida de Ayrton Senna, como a relação dele com os pais e a emblemática vitória em Interlagos em 1991.

O espetáculo começa na última corrida de Ayrton, em Ímola, na Itália, e desenvolve com o que pode ter passado pela cabeça de Ayrton naquelas últimas cinco voltas. "É como se nessas últimas voltas ele se lembrasse dos principais momentos da vida dele, como uma retrospectiva", comenta Aniela Jordan, sócia-diretora da Aventura Entretenimento.

Cenários, sons e luzes envolvem e levam o público para dentro de uma corrida de Fórmula 1. Números aéreos e acrobacias representam no palco a velocidade que fazia parte da vida de Senna.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias