Jorge Pontual faz piada ao comentar morte de Carrie Fisher

O jornalista Jorge Pontual fez um comentário sobre a repercussão da morte de Carrie Fisher que não foi muito bem aceita pelos internautas

Foto: Reprodução / Internet
O jornalista Jorge Pontual fez um comentário sobre a repercussão da morte de Carrie Fisher que não foi muito bem aceita pelos internautas - FOTO: Foto: Reprodução / Internet

O correspondente da Globo em Nova York, Jorge Pontual, fez um comentário sobre a repercussão da morte da atriz Carrie Fisher, nessa terça-feira (27) que não agradou muito os internautas. A atriz que interpretou a princesa Leia da saga Star Wars morreu aos 60 anos, nessa terça. Ela estava internada desde a última sexta-feira (23), quando sofreu um ataque cardíaco durante um voo.

Durante um programa no canal GloboNews, Pontual soltou a piada. "Muita gente dizendo o quanto amava Carrie Fisher, muitas celebridades marcando essa perda, mas a reação mais emocionante foi a do Chewbacca, aquele personagem do Star Wars. O Chewbacca disse..", repetindo o som de gutural da figura. Os colegas do Em Pauta ficaram sem reação e não conseguiram conter a gargalhada.

Assista o vídeo

Pontual é conhecido por comentários bem-humorados e já fez participações no GloboNews usando acessórios, máscaras e é sempre lembrado por sua performance de "Gangnam Style", no auge da música em 2012. Mas para muitos internautas e fãs da atriz, o jornalista passou dos limites. No entanto, para outros, ele fez jus ao estilo sarcástico da atriz.

Após receber críticas na internet, ele se defendeu em sua conta no twitter e rebateu os fãs que acharam o comentário ofensivo. "Pena que alguns fãs dela no Brasil não tenham o menor sense of humor. Não sacaram Carrie Fisher. O problema é que só conhecem a Princesa Leia e não a pessoa autogozadora escrachada, Carrie Fisher. Pena", escreveu no Twitter.

Veja alguns comentários

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias