Possibilidades

Casa de Domingos Montagner será transformada em centro cultural

Iniciativa parte de Luciana Lima, viúva do ator Domingos Montagner, falecido em 2016; espaço receberá jovens em situação de vulnerabilidade social

JC Online
JC Online
Publicado em 24/09/2019 às 9:52
Estevam Avellar/TV Globo
Iniciativa parte de Luciana Lima, viúva do ator Domingos Montagner, falecido em 2016; espaço receberá jovens em situação de vulnerabilidade social - FOTO: Estevam Avellar/TV Globo
Leitura:

A casa onde nasceu e morou o ator Domingos Montagner, localizada no bairro Tatuapé, em São Paulo, sediará um centro cultural, voltada para espetáculos e cursos de circo e teatro. As iniciativas serão voltadas para jovens de 13 a 24 anos em situação de vulnerabilidade social.

A iniciativa parte de Luciana Lima, sua viúva, por meio do Instituto Dom, criado por ela, que ainda conta Fernando Sampaio, o gestor cultural Gustavo Wanderley e Francisco Montagner, irmão de Domingos. Ele se orgulhava de sua origem do Tatuapé. "A casa foi doada pelos herdeiros da família Montagner ao Instituto para contribuir com o desenvolvimento de crianças e jovens. Nosso desejo é que se torne um centro para potencializar o convívio entre pessoas de todas as idades", disse Lima em comunicado oficial.

Transformando o espaço

Para preparar o espaço, o Instituto Dom fará uma campanha de financiamento coletivo no final deste mês, na tentativa de arrecadar R$ 466 mil. A ideia é de que a rua do imóvel receba espetáculos o ano todo e projetos de escolas públicas da região sejam promovidas.

Domingos Montagner faleceu aos 54 anos em 2016, no período das gravações da novela Velho Chico em Canindé de São Francisco, Sergipe. Ele se afogou em um mergulho no Rio São Francisco.

Últimas notícias