LUTO

Morre Mestre Afonso, do Maracatu Leão Coroado

De acordo com familiares, Mestre Afonso estava participando de uma festa, um toque para Oxú, no momento em que se sentiu mal

JC Online
JC Online
Publicado em 15/04/2018 às 21:55
Foto: Acervo/ Leão Coroado
De acordo com familiares, Mestre Afonso estava participando de uma festa, um toque para Oxú, no momento em que se sentiu mal - FOTO: Foto: Acervo/ Leão Coroado
Leitura:

O Mestre Afonso Gomes de Aguiar filho, de 70 anos, morreu na noite deste domingo (15) durante uma festa no Terreiro São João Batista, no bairro de Águas Compridas, em Olinda.  Com mais de 20 anos de dedicação ao Maracatu Leão Coroado, um dos mais importantes de Pernambuco, o mestre foi vítima de um infarto.

De acordo com familiares, Mestre Afonso estava participando de uma festa, um toque para Oxum, no momento em que se sentiu mal e foi socorrido por por amigos e pessoas da própria família. Encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento de Olinda, Afonso não resistiu e veio a óbito.

Legado

Desde 1996, quando o Maracatu Leão Coroado, mais antiga nação pernambucana, passava para suas mãos, Mestre Afonso vem cumprindo sua função como o oluô (sacerdote máximo). Seguindo os ensinamentos do seu antecessor,  Luís de França, que exerceu a função desde 1954 até 1997, decidiu fazer maracatu não apenas por diversão, mas por devoção.

Ainda nas mãos de Meste Afonso, o Maracatu Leão Coroado passou a ter um projeto de Salvaguarda do patrimônio imaterial, com dos aspectos positivos, mas também as barreiras enfrentadas pelo grupo, que reflete a realidade de tantos outros que fazem parte da cultura popular. Lançado no último dia 3 de abril, o projeto contou com um documentário, produzido por Mateus Sá e o italiano Diego Di Niglio, um livro com vários artigos sobre a nação, de coordenadoria de Isabelle Câmara, além de um CD, produzido com o etnomusicólogo Climério Oliveira.

O velório deverá ser realizado ainda na noite deste domingo, no próprio Terreiro São João Batista.

Últimas notícias