Crime

Polícia Federal cumpre mandado de prisão dentro da Operação Fanes

Dorgival Caetano da Silva é acusado de cometer crime previdenciário

Da Editoria de Economia
Da Editoria de Economia
Publicado em 10/09/2015 às 11:23
Divulgação
Dorgival Caetano da Silva é acusado de cometer crime previdenciário - FOTO: Divulgação
Leitura:

A Polícia Federal em Pernambuco divulgou nesta quinta-feira (10), a prisão do acusado Dorgival Caetano da Silva, 43 anos, dentro da Operação Fanes. Na quarta-feira (9), a PF conseguiu desarticularar uma organização criminosa com atuação em sete cidades do Estado da Paraíba e no Recife (PE). O bando fraudava a concessão de benefícios previdenciários, principalmente aposentadorias e pensões.

O termo Fanes faz referência ao mito Grego da “criação”, uma vez que os investigados “criavam” pessoas, supostamente passíveis de serem beneficiarias das fraudes na Previdência Social. Estima-se que a atuação do grupo tenha causado um prejuízo de mais de R$ 3 milhões aos cofres públicos, considerando o efetivamente pago desde o mês de outubro de 2014 (quando foram detectadas as fraudes).

A PF cumpriu um mandado de busca e apreensão e outro de prisão preventiva. Os mandados foram cumpridos bairro de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes (Região Metropolitana do Recife). Particiou da ação uma equipe de quatro policiais federais.

Segundo a PF, Dorgival Caetano da Silva possui antecedentes criminais, já tendo sido indiciado pela Polícia Federal de Pernambuco em 1993 e preso pela Polícia Militar em flagrante no ano de 2011 por crime de estelionato, utilizando documento falso para realizar saques contra o INSS.

Na operação, a PF também apreendeu três placas de veículos, possivelmente clonadas, dois moldes de chassis de carros, duas  carterias de trabalho, um tablet, um notebook, um celular e diversas folhas com anotações diversas. Tanto o preso como todo o material arrecadado foram encaminhados ontem mesmo para a sede da Polícia Federal na Paraíba.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias