Conjuntura

PIB de Pernambuco deve fechar com crescimento de 2% em 2017

Condepe refez as projeções

Adriana Guarda ADRIANA GUARDA
Adriana Guarda
ADRIANA GUARDA
Publicado em 16/09/2017 às 7:05
Hélio Scheppa/Acervo JC Imagem
Condepe refez as projeções - FOTO: Hélio Scheppa/Acervo JC Imagem
Leitura:

O bom desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro semestre fez a Agência de Planejamento e Pesquisas de Pernambuco (Condepe/Fidem) revisar para cima a projeção de crescimento da economia para 2017. A previsão inicial era de um avanço de 1%, mas agora a estimativa está em 2%. Para o Brasil, a expectativa é de crescimento de 0,6% (segundo o último Boletim Focus do Banco Central).

“O segundo semestre do ano costuma ser mais positivo do que o primeiro. Além disso, o governo do Estado tem feito um esforço para manter as contas equilibradas e continuar atraindo investimentos”, diz o presidente da Condepe/Fidem, Bruno Lisboa. Na segunda metade do ano, indústria e comércio se preparam para atender a demanda do fim de ano. “O comércio tem comentado que espera um Natal melhor do que o do ano passado”, completa.

DESEMPREGO

Embora a economia venha apresentando sinais de melhora, a retomada dos empregos ainda deve demorar. No segundo trimestre deste ano, Pernambuco registrou a maior taxa de desemprego do País (18,8%). São 767 desempregados e o número vem crescendo. “Só em 2018 o crescimento deve ser mais consolidado e os empregos voltem a aparecer”, acredita.

Últimas notícias