Retorno

'Passei sete meses de férias', diz Tevez sobre passagem na China

Enquanto esteve na China, Tevez foi bastante criticado pela postura adotada dentro e fora de campo

Vinícius Barros
Vinícius Barros
Publicado em 15/01/2018 às 18:57
Foto: divulgação
Enquanto esteve na China, Tevez foi bastante criticado pela postura adotada dentro e fora de campo - FOTO: Foto: divulgação
Leitura:

O futebol chinês tem servido de casa para muitos craques do futebol mundial nos últimos anos, entre eles, o atacante Carlitos Tevez que foi bastante direto sobe sua passagem no país oriental. Em entrevista à emissora de televisão TyC Sports confessou não ter se doado ao máximo no tempo em que esteve na China.

"Quando aterrissei na China, dei-me conta que queria voltar ao Boca Juniors. Estive de sete meses de férias. Por isso que, quando firmei o contrato na China, coloquei a cláusula do Boca Juniors. Sempre tive este instinto, sabia que ia para voltar", contou. O argentino recebeu 150 milhões e marcou apenas quatro gols nos 16 jogos que fez pelo Shanghai Shenhua, 11º no último Campeonato Chinês.

Críticas

Enquanto esteve no clube, ele foi bastante criticado pela postura adotada dentro e fora de campo, tendo enfrentado lesões e problemas com a balança.

A cláusula citada por Tevez foi posta em prática no fim de 2017, quando o jogador decidiu retornar para o Boca. "Voltei porque o bairro é o que sou. Me amam pelo que sou por dentro e por fora do campo. Sinto-me bem e estou tranquilo", declarou e ainda disse que considerou abandonar o futebol enquanto estava na China. 

"Pensei em deixar o futebol. Me consume muito lutar para sempre estar 100%. Estreei aos 17 anos e hoje tenho 33. Não sei o que me tocou, mas estou preparado para ganhar. Não é magia. Quero vencer tudo o que jogo. Isso leva a um desgaste mental e físico. Um deles não pode estar mal", finalizou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias