Raposa

Cruzeiro sem os dois principais jogadores contra o Sport

Leão encara o time mineiro neste sábado, na Ilha do Retiro

Thiago Wagner Thiago Wagner
Thiago Wagner
Thiago Wagner
Publicado em 07/09/2018 às 17:40
Divulgação/Cruzeiro
Leão encara o time mineiro neste sábado, na Ilha do Retiro - FOTO: Divulgação/Cruzeiro
Leitura:

O Sport enfrentará um Cruzeiro bastante modificado, próximo sábado (8), na Ilha do Retiro, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico Mano Menezes não contará com cinco jogadores considerados titulares no seu elenco. Na defesa, as baixas serão o zagueiro Dedé, convocado pelo técnico Tite para dois amistosos pela Seleção Brasileira, além dos volantes Henrique (suspenso) e Lucas Romero (lesionado).

As ausências mais sentidas, por sua vez, estarão no setor de criação da Raposa. O meia uruguaio Arrascaeta sofreu um estiramento na coxa esquerda e sequer viajará para Recife. A situação é a mesma de Thiago Neves, que será poupado. O foco dos mineiros está na próxima semana, quando os celestes farão a primeira partida da semifinal da Copa do Brasil contra o Palmeiras, em São Paulo.

"Arrascaeta não joga contra o Sport, assim como Thiago Neves. Dentro do planejamento que a gente fez. Levamos o Robinho, o Egidio, que tivemos um cuidado especial, temos um dia a mais de preparação para o jogo da Copa do Brasil, porque o jogo contra o Sport será no sábado e poderemos fazer uma boa recuperação para quarta-feira, no Alianz Parque", disse Mano Menezes.

Apesar das baixas, o lateral-direito do Sport, Cláudio Winck, não acredita que isso facilitará a vida dos rubro-negros.

"O Cruzeiro tem um grande elenco. Independente de quem vier, a gente tem que pensar que é uma final. Precisamos vencer, então, independente de quem vier. Vamos entrar com tudo pra buscar esses três pontos. Temos um bom time e fazemos bons jogos. Dá pra manter isso e buscar esses pontos sim.", comentou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias