crise alvirrubra

Ivan Brondi renuncia à presidência do Náutico

Diretoria executiva do clube cancelou as atividades desta terça-feira e, logo em seguida, Ivan Brondi leu pronunciamento que marcou sua renúncia ao cargo de presidente

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 29/08/2017 às 15:22
Divulgação/Náutico
Diretoria executiva do clube cancelou as atividades desta terça-feira e, logo em seguida, Ivan Brondi leu pronunciamento que marcou sua renúncia ao cargo de presidente - FOTO: Divulgação/Náutico
Leitura:

Encarando uma das piores crises de sua história, o Náutico protagonizou novo capítulo na tarde desta terça-feira. O presidente Ivan Brondi renunciou ao cargo durante pronunciamento oficial no auditório do CT alvirrubro. Na ocasião, a diretoria executiva do clube estava presente e decidiu também cancelar o treino dos jogadores.

PRONUNCIAMENTO

"As divisões políticas me fizeram conhecer um lado amargo. Chegaram a tal ponto que pedi para minha esposa para não ser enterrado com o manto sagrado. Chega de brigas. Construímos e selamos um pacto. Juntamos ideias diferentes, mas com o mesmo ideal de erguer o Náutico. Vivemos por 60 dias, mas não é mais possível. Sinto que tentei com todas as minhas forças. Não quero voltar aos momentos que vivi antes do pacto da paz. Não preciso disso", disse o ex-presidente alvirrubro, em um trecho da carta.

 

Dessa forma, a chapa eleita em 2015 não existe mais. Afinal, Brondi era vice do então presidente Marcos Freitas, que já havia renunciado em dezembro de 2016. 

Além da crise nos bastidores, o Timbu não encara situação confortável na Série B. Atualmente, o time está  na zona de rebaixamento, na 19ª colocação, com apenas 17 pontos. Vale lembrar que antes do pronunciamento oficial, a diretoria se reuniu com os jogadores e com o técnico Roberto Fernandes e cancelou todas as atividades do clube nesta terça-feira.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias